MidiaMAIS

Campo-grandense João Rosa lança trabalho autoral de pagode LGBT

João Rosa é um dos primeiros artistas que possui um trabalho autoral de pagode LGBT no país. Nascido em Campo Grande e irmão do também cantor Karan, integrante do Atitude 67, o rapaz inovou e tenta vencer a barreira da homofobia no cenário musical. A demanda de mercado, outro monstro que gera empecilhos para quem […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 04/12/2020, às 16h12 - Atualizado às 16h17

(Fotos: Bia Terra)
(Fotos: Bia Terra) - (Fotos: Bia Terra)

João Rosa é um dos primeiros artistas que possui um trabalho autoral de pagode LGBT no país. Nascido em Campo Grande e irmão do também cantor Karan, integrante do Atitude 67, o rapaz inovou e tenta vencer a barreira da homofobia no cenário musical. A demanda de mercado, outro monstro que gera empecilhos para quem luta em ser reconhecido nacionalmente, também acaba limitando os artistas que buscam festas para esse público específico. Produzida na Capital de Mato Grosso do Sul, “Amar Sem Sentir Culpa” é a aposta do pagodeiro para conseguir seu lugar ao sol.

Dedicado e apaixonado pela profissão, João começou como cavaquista em 2011, aluno de quem ele classifica como “mestre”, Luis Café. Entre 2012 e 2013, ele fez parte do grupo Dom Brasileiro, mas precisou trocar a Cidade Morena para cursar Ciências Sociais na USP, em São Paulo. Por ter a música no sangue, João colaborou como compositor e hit gravado por Gabriel Elias, num feat com Onze:20, e voltou às rodas de samba inclusivas a comunidade LGBT chamada “As Sambixas”.

“Acredito muito no trabalho que eu fiz, fala do tema de uma maneira para cima, muito de coração. Fala de uma maneira singela e isso faz toda a diferença para você transmitir uma mensagem. Existem pessoas que, por conta do preconceito, não vão querer ouvir. Está tudo certo porque nenhum artista do país faz música para todo mundo.”

Criar uma demanda de mercado, que ainda é bastante frágil, chega a ser maior que o preconceito, de acordo com o artista.

“A música fala sobre uma realidade que muitas pessoas LGBT passam de diferentes formas. É sobre como você enxerga sua forma de amar dentro do mundo.”

A proximidade com a realidade LGBT se transformou em uma zona de conforto capaz de fazer João colocar no papel aquilo que vive diariamente. O diferencial competitivo, no caso do artista, também é um fator que faz “Amar sem sentir culpa” se destacar entre os pagodes brasileiros.

O sonho de viver de música é uma máxima na vida de João Rosa. Se sonhar baixo ou alto faz a diferença, o cantor não mede esforços para levar sua verdade aos fãs. O exemplo dentro de casa, com o irmão famoso, acaba se tornando um combustível a mais para o cantor.

“No dispositivo psicológico eu vejo nele que é possível. Eu vi meu irmão sair de Campo Grande e ir para São Paulo sem ter garantia que nada ia dar certo e a originalidade do som deles levou eles onde estão.”

Assista o clipe de João Rosa:

Jornal Midiamax