MidiaMAIS

Unidos da Vila Carvalho leva 50 anos de história para passarela do samba

Em 2019 o tema da Unidos da Vila Carvalho não poderia ser outro. Com o samba-enredo “Jubileu de ouro, a Vila conta, canta e encanta seus 50 anos de história”, a agremiação leva para o sambódromo a construção do meio século de vida. Tradicional na folia de Momo da Capital, Vila Carvalho coleciona 24 troféus […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 06/02/2019, às 08h39 - Atualizado às 09h34

Foto: Minamar Junior
Foto: Minamar Junior - Foto: Minamar Junior

Em 2019 o tema da Unidos da Vila Carvalho não poderia ser outro. Com o samba-enredo “Jubileu de ouro, a Vila conta, canta e encanta seus 50 anos de história”, a agremiação leva para o sambódromo a construção do meio século de vida.

Tradicional na folia de Momo da Capital, Vila Carvalho coleciona 24 troféus entre campeã e vice-campeã do grupo Especial, Melhor Ala das Baianas e Melhor Bateria. Em busca da vitória neste ano, o jubileu será comemorado na Avenida com 15 alas, 4 carros alegóricos e cerca de 650 integrantes que prometem levar o título para casa.

O presidente da Escola de Samba, José Carlos de Carvalho, respira Carnaval o ano todo. Há 40 anos no comando da agremiação desde a morte do fundador, Felipão, Zé já foi tema de samba-enredo e garante que a Escola “dá o sangue” durante os 365 dias do ano. Uma das lembranças mais marcantes, segundo o presidente, foi quando a Vila Carvalho foi rebaixada para o Grupo de Acesso.

“Ficamos um ano rebaixados e logo subimos. Foi um desfile sofrido embaixo de chuva. Aquele ano usamos muita pena de pavão que acabaram murchando com a água e também nossos instrumentos furaram, mas a Escola não desistiu e entrou na Avenida.”

Unidos da Vila Carvalho leva 50 anos de história para passarela do samba

Os integrantes que fazem parte da agremiação são, em sua maioria, da própria comunidade. Como a Escola não vende as fantasias, Zé explica que a Comissão realiza diversos eventos ao longo do ano para arrecadar fundos.

“Fizemos promoções o ano inteiro. Promovemos jantar, almoço, roda de samba… Tudo para confeccionar as roupas. O carnaval é o ano todo. Muitas pessoas também vêm de fora para desfilar com a gente, só pedimos que cante o samba-enredo, se divirta e, no final, não jogue a fantasia no chão.”

Os detalhes que a Verde e Rosa vai levar para o sambódromo ainda estão guardados à sete chaves. O que se pode adiantar, conforme o presidente, é que a festa será marcada pela enorme batalha que a agremiação traçou nos últimos meses.

Especialista em Carnaval, seu Zé conta que a dificuldade em manter a cultura de Momo em pé ainda é enorme em Campo Grande, mas a folia não perde para a de Corumbá, conhecida por ser a maior do Estado.

“O esforço para entrar na Avenida é grande, uma correria só. Em sua trajetória, a Vila Carvalho recebeu muitos incentivos, como de Jorge Zahran, Onesino Filho e Gaspar da TV Morena e também da Maura Dodero, que chegou a bancar o Carnaval da nossa Escola.”

A esperança, entretanto, são de tempos melhores para o carnavalesco. “As pessoas precisam acompanhar a vida das Escolas de Samba. Pode escrever o que eu estou dizendo, novidades irão surgir em torno do Carnaval da Capital.”

A Unidos da Vila Carvalho faz ensaios todos os dias, intensificados de quinta-feira a domingo, das 19h30 às 23h, na Rua Joaquim Manoel de Carvalho, 395. Marca registrada do sorriso fácil, Rebecca D’Albinie é a Rainha que fica à frente da bateria e ilumina o enredo da Verde e Rosa.

Confira a letra do samba-enredo:

Eu vou pra rua
Porque a lua me chamou… Meu amor
Sou Vila Carvalho não me leve a mal
E vou brindar um jubileu de carnaval

Hoje tem festa no terreiro
A verde e rosa vai cantar
A força… A raça dessa gente
Lembrando o saudoso Felipão
O Patriarca da nossa nação
Pra superar o triste golpe do destino
Um ser de luz iluminou nosso caminho
Ah Seu Zé… Símbolo do amor
Grande sambista que Deus abençoou

Vem cá pra roda morena… Vem sambar
É lindo ver as baianas a girar
Respeito e tradição… Amor ao meu pavilhão
Valeu madrinha… Nossa gratidão

Oh comunidade!
Ah, se não fosse vocês
Unidos no mesmo ideal
Na passarela juntinhos eu e você
Vamos cantar nosso samba
Mostrar nossa garra de bamba
Firma batucada o povo quer sambar
A nossa escola é raiz
Eternizar esse momento
Brincar e ser feliz

Jornal Midiamax