MidiaMAIS

Em Bonito, missa em memória do professor Waldemar emociona amigos e familiares

Foi celebrada no último sábado (27) na Paróquia São Pedro, anexa à Capela da Sagrada Família em Bonito missa em homenagem ao professor Waldemar Martins

Carlos Yukio Publicado em 29/07/2019, às 10h12 - Atualizado às 11h03

None
BONITO CELEBROU MISSA EM MEMÓRIA AO PROFESSOR WALDEMAR COM EMOÇÃO

Foi celebrada no último sábado (27) na Paróquia São Pedro, anexa à Capela da Sagrada Família em Bonito missa em homenagem ao professor Waldemar Martins, falecido em Jaboticabal (SP), aos 88 anos. A missa memorial para o professor que contribuiu com o turismo e desenvolvimento de Bonito, foi ministra pelo Padre Israel Moura dos Santos.

Waldemar Martins instalou o primeiro hotel fazenda de Bonito como Rodovia da Ilha do Padre, hoje denominada Rodovia do Turismo. A celebração foi marcada pela simplicidade e por muita emoção, tanto com as menções feitas pelo Padre Israel de Moura, como as homenagens dos amigos e familiares.

“Seu Waldemar, além da saudade, nos deixa também uma lição. Sua vida foi vivida intensamente, brigando pelas causas em que acreditava. Em Bonito foi pioneiro com a criação do primeiro hotel rural, e como ambientalistas, fazia questão de que a natureza fosse respeitada. Aos 88 anos, teve o privilégio de partir como alguém que realmente viveu a vida”, destacou o Padre Israel sobre a dor da perda.

Em Bonito, missa em memória do professor Waldemar emociona amigos e familiares
Na Paróquia São Pedro familiares, amigos e fiéis rezam em memória ao Professor.

Nilzete Pinheiro, cantora e amiga próxima, homenageou o Professor cantando ao final da missa, uma de suas amigas preferidas do Trio Parada Dura. “Sempre que vinha a Bonito, pedia pra me chamar para cantar para ele. Gostava da música raiz, que fala da vida como ela é. Para mim pessoalmente foi uma grande perda e sentiremos muita saudade dele, ” disse emocionada.

Outro amigo presente era Eulálio Larrrea, o Zé Bugre, eletricista autodidata e que trabalhou com a família, quando da introdução do linhão que levou a energia elétrica na região da rodovia do turismo nos anos 90 e posteriormente doada à empresa Energisa “pelo proprietário Waldemar Martins,” conforme consta no processo de transferência junto a empresa fornecedora de energia. Para Zé Bugre “seu Waldemar tinha um coração de ouro, nunca foi patrão da gente, mas um grande amigo que eu tive e trabalhar com ele era um aprendizado e diversão.”

Em Bonito, missa em memória do professor Waldemar emociona amigos e familiares
Missa em homenagem na Paróquia São Pedro, da Capela da Sagrada Família em Bonito.

Ricardo Solano, “o Paraguai” também presente, com Dona Maria sua esposa que falou por ele: “Solano sempre foi campeiro, fazedor de cercas e mateiro, com seu Wardemá aprendeu a respeitar a natureza e plantar árvores que dá fruta e do cerrado. Sempre que visita o hotel, se sente em casa e enche de orgulho em dizer que aquela árvore plantou junto com o patrão,” disse Dona Maria.

O filho, jornalista Bosco Martins, que ao lado de Waldemar investiu em Bonito, sendo reconhecido com o título de cidadão bonitense desde 2012 (outorgado pela Câmara de Bonito), representou os familiares acompanhado de sua esposa, a bióloga e jornalista Marcia Brambilla, e se emocionou com a homenagens e agradeceu a presença de todos, destacando que o pai sempre será lembrando pelas causas e ideais no qual acreditava.

Jornal Midiamax