MidiaMAIS

Espetáculo “Pedra Bruta” estreia em maio com artistas amadores

A peça é originária do projeto “AMADORES – O que você gostaria de dizer através do teatro e não teve oportunidade?” e o espetáculo foi escrito pelo dramaturgo e colaborador da OFIT há mais de cinco anos, Éder Rodrigues.

Carlos Yukio Publicado em 25/04/2018, às 18h30 - Atualizado às 22h14

None
Atores amadores compõem elenco de espetáculo Pedra Bruta

A Cia OFIT apresenta nos dias 03, 04, 05 e 06 de maio o espetáculo “Pedra Bruta – Ensaio para colher o provisório das coisas”, com direção de Nill Amaral. A peça é originária do projeto “AMADORES – O que você gostaria de dizer através do teatro e não teve oportunidade?” e foi escrita pelo dramaturgo e colaborador da OFIT há mais de cinco anos, Éder Rodrigues. As sessões serão sempre às 20h de quinta a sábado e domingo às 18h e 20h. O acesso é livre e os ingressos deverão ser retirados no local com 30 minutos antes do espetáculo.

O projeto Amadores trouxe como proposta a realização de um espetáculo inédito, a ser concebido a partir da integração entre profissionais e artistas amadores. O ponto de partida do espetáculo teve como mote, as descobertas dos atores durante o processo de workshop e construção da peça a partir da seguinte pergunta: “O que você gostaria de dizer através do teatro e não teve oportunidade?”

Ao todo, foram selecionados 22 atores entre 100 inscritos na primeira etapa do projeto, que consistiu em um workshop com o diretor Nill Amaral e a diretora, atriz e professora da UFGD, Júnia Pereira. Após essa etapa, 08 artistas, entre amadores e profissionais, foram escolhidos para compor o espetáculo. São estes: Amanda Dim, Alexandre Melo, Danielle Samara, Leandro Faria, Ethieny Karen, João Arce, Richard Lima e Vini Del Vecchio.

O espetáculo soma a quarta obra de Éder Rodrigues que é dirigida por Nill Amaral no Estado, a primeira foi uma adaptação de “Gota d’ água” de Chico Buarque, seguida de “Toada para recolher rastros do céu”, livremente inspirado num conto do escritor sul-mato-grossense Reginaldo Albuquerque e “Três vírgula quatro graus na escala Richter”, texto escrito especialmente para a companhia, levado aos palcos de diversas cidades do estado e principais festivais.

Sinopse

O novo espetáculo da Cia. OFIT é uma mistura de arte e vida, de emoção e entrega, de gatilhos e pulsões. Neste trabalho, revelamos um caleidoscópio de situações e angústias que promove uma exposição direta, engraçada e sensível sobre a intolerância, a juventude e a intensidade dos tempos de agora. Enquanto a natureza de um grito coletivo é lapidada, o teatro desponta para iluminar a superfície dos olhos e aquele açúcar que fica no fundo.

O estado bruto se torna a matéria tanto das pequenas violências cotidianas quanto da nossa capacidade de moldar o tempo que resta. Pedra Bruta é um encontro que estreita a distância entre ator e personagem, entre os silêncios coagidos e as explosões que pairam quando o palco se transforma no instante incontornável para se falar sobre tudo o que poderíamos ser, se o mundo soubesse colher a brutalidade das pedras.

Serviço:

“Pedra Bruta – Ensaio para colher o provisório das coisas”
03, 04 e 05 de maio às 20h
06 de maio às 18h e às 20h
Onde: Foyer do Teatro Aracy Balabanian – 2º piso – Centro Cultural José Octávio Guizzo
Endereço: Rua 26 de Agosto, 453 – Centro, Campo Grande – MS Quanto: Gratuito, com retirada do ingresso com 30 minutos de antecedencia
Mais informações pelo telefone: (67) 3317-1792

Jornal Midiamax