Prepare-se: Campo Grande vai ter ruas cheias de zumbis na tarde deste sábado!

Zombie Walk reunirá fãs e adeptos da cultura zumbi na Capital
| 15/04/2017
- 19:51
Prepare-se: Campo Grande vai ter ruas cheias de zumbis na tarde deste sábado!

Zombie Walk reunirá fãs e adeptos da cultura zumbi na Capital

Atenção! Atenção! Se no fim da tarde deste sábado (15) você se deparar com mortos-vivos se arrastando ao longo da Avenida Eduardo Elias Zahran, por favor, não se desespere! Os zumbis que percorrerão a extensão da via não estão atrás de comer o seu cérebro. Aproveite para cumprimentá-los, pois apesar de estarem em decomposição, são todos muito gentis e até vão topar tirar uma selfie com você. Duvida?

Antes de qualquer ataque de pânico, é bom saber quem são os ‘mortos-vivos’ da Zombie Walk, o evento que é realizado logo mais em Campo Grande. Cada um dos participantes é um fãs da cultura zumbi que, de tão fissurados nas reviravoltas de narrativas que exploram este universo ficcional, querem pertencer a ele um pouquinho. Como? Fantasiando-se de zumbi, é claro. E saindo por aí numa caminhada, simulando um apocalipse zumbi.

​Organizada desde 2008 pelo estudante de matemática Dionivam Santos Paixão, 28, a Zombie Walk ainda é tímida, mas ensaia ano após anos superar sua meta de público. O estudante conta com o apoio de alguns amigos, como o cozinheiro Erly Cristiano Saravy de Oliveira, 26 anos, tudo para proporcionar uma tarde que seja de interação entre os fãs de séries, filmes e franquias de vídeo-game como ‘Resident Evil’, ‘The Walking Dead’ e clássicos do horror como ‘A Volta dos Mortos Vivos’.

“Nosso evento é da época do Orkut, o primeiro que a gente realizou foi ainda em 2008. Só depois, em 2011, é que a gente criou o perfil no Facebook. Mas, nesse tempo todo, a gente fez a Zombie Walk gratuita, e sempre que possível com prêmios, sorteios e uma programação bacana para o pessoal após a caminhada”, conta Dionivam.

.

 

Cultura Zombie

Para quem está bem por fora dessa tal de ‘cultura zombie’, mais que natural se perguntar de onde ela surgiu. É bem provável que você já tenha visto as chamadas de séries de sucesso como ‘The Walking Dead’. Assim como assistido, alguma vez, a um dos filmes da franquia ‘Resident Evil’. É mais ou menos por aí. Estas produções chegaram no embalo de uma cultura geek que de tão segmentada acabou ganhando uma espécie de ‘consciência própria’, como explica Dionivam:

“Essa cultura zumbi tem um rastro dentro de uma cultura de rock. Em 2001 surgiu a primeira Zombie Walk do planeta, nos Estados Unidos. E tinha uma pegada no pós-punk, mas dialogava com a cultura geek, com o início da era emocore, do crescimento dos otakus. E quando surgiu a ideia dos zumbis, aproveitando o sucesso desses filmes, séries, histórias em quadrinhos e jogos de vídeo-game, a coisa ganhou uma proporção bem maior”, relata o estudante, que também explica que no Brasil, Zombie Walks já são sucesso há anos no Rio de Janeiro e em São Paulo.

“Existem também os filmes clássicos, como ‘A Volta dos Mortos-Vivos’ e outros títulos do fim dos anos 80, que exploravam esse lance de zumbis. E olha que de lá pra cá explorar esse universo é algo que só cresceu”, aponta Erly, que também organiza o evento de Campo Grande.

De fato, essa cultura zumbi nem parece ter prazo para acabar. E quem for adepto, ainda dá tempo de preparar a fantasia e entrar em meio ao bando que deve, logo mais, sair pelas ruas da cidade.

 

 

 

Concentração e premiações

Na edição deste sábado, a concentração está marcada a partir das 15h, em frente ao cemitério Santo Antônio, no bairro Vila Glória. A partir das 17h, o grupo se prepara para a caminhada, que deve atravessar cerca de 2/3 da extensão da Zahran até subir na Rua São Félix, onde fica a Hamburgeekeria. No local, os participantes podem matar a fome, curtem música e também participam de vários sorteios.

E como este ano o grupo conseguiu alguns patrocínios, haverá, também, concurso que premiará os que estiverem com as melhores caracterizações. Para o primeiríssimo lugar de maquiagem ou fantasia, o prêmio será uma camisa estilizada, um pôster Zombie e um ingresso para a Festa ‘Burn’, que será realizada no Cactus. Para o segundo lugar, um pôster e um ingresso para Festa ‘Burn’. Já o terceiro lugar ganha um pôster e um abraço zombie. Quem estiver fantasiado, ainda concorre a um ingresso VIP para a festa, além de 2 pôsteres e mais um prêmio surpresa.

“A gente conseguiu um HTC Vive, um óculos de realidade virtual que faz as caçadas aos zumbis serem incrivelmente mais reais e todo mundo vai poder experimentar lá”, conclui Dionivam.

Serviço – Zombie Walk 2017. Concentração em frente ao cemitério Santo Amaro (Avenida da Consolação s/n – Vila Glória), a partir das 15h. Caminhada até a Hamburgeekeria (R. São Félix, 47 – Vila Vilas Boas) a partir das 17h. Outras informações na fanpage Zombie Walk MS.

Veja também

O bebê foi levado para adoção, pois atriz teria descoberto gestação já na fase final

Últimas notícias