MidiaMAIS

Estreia de Mamão no BBB reuniu família e amigos com teorias e saudação guarani

Estreia do 'brother' na TV reuniu amigos no Drama Bar

Guilherme Cavalcante Publicado em 25/01/2017, às 11h17

None
mamao_estreia_002.jpg

Estreia do 'brother' na TV reuniu amigos no Drama Bar

A expectativa era grande. Cada chamada do reality show no intervalo da novela mexia com os ânimos da plateia, formada basicamente de amigos e familiares de Ilmar Renato Fonseca, o Mamão, mais novo representante de Mato Grosso do Sul no Big Brother Brasil, que estreou na noite de ontem (24).

Não havia tanta gente. "A estreia é mais tímida, né? A gente ta mais recolhido nesse momento, nossa vontade é de matar a saudade vendo o Mamão na tevê", brinca Kamila Giacomeli, irmã do participante. Nas dependências do Drama Bar, Kamila e várias outras pessoas trajavam uma camisa branca com um desenho especial: Ilmar com várias frutas na cabeça, principalmente 'mamão', claro, dando coro ao grito de guerra "Um Mamão vai na cabeça", que a torcida quer emplacar.

Mas não tão longe dali, cerca de 20 companheiros de militância do advogado e cozinheiro também se reuniram para acompanhar a estreia, porém em outro espaço, a Felix. "O movimento sindical está aqui", afirmou Maria Nazareth, professora e amiga de Ilmar, à reportagem. Raxa ou o preço da cerveja por lá era mais barato?

Amigos do movimento sindical viam a estreia em outro bar (Divulgação)Companheiro de militância pela causa indígena, Dionedison Terena foi com mais dois índios da mesma etnia prestigiar a abertura. Muito franco, ele não guarda a expectativa de que Mamão saia vitorioso. "Minha expectativa é muito menor. Quero somente que ele tenha oportunidade de gritar 'demarcação sim' ou 'salve os povos indígenas' e assim dar visibilidade a essa nossa luta.

E assim fez o advogado. Logo ao entrar na casa, sua primeira declaração foi "Viva Nhanderú", uma saudação a Deus em guarani, já deixando claro a que veio. Eram cerca de 22h40 quando Mamão apareceu na tevê. Anunciado como representante da região centro-oeste, ele teve direito até a um videoclipe no qual falou mais sobre si e fez cara de mau. No telão ao fundo, imagens pessoais ambientavam o cenário. E do lado de cá, os amigos e família gritavam 'Vai, Mamão'. "Ele ta lindo, ajeitaram o cabelo dele", falou da Dulce Giacomeli, mão do participante. Ela também trajava uma camisa personalizada com uma foto do filho.

A entrada de Ilmar no BBB 17. "Viva Nhaderu" (Reprodução/Gshow)

Análises e conjecturas

Prova do líder (Reprodução/Gshow)Com duas TV conectadas ao sinal da Rede Globo em ambientes diferentes, o Drama reuniu cerca de 100 pessoas para a estreia do ex-cozinheiro da casa. Foi lá, a propósito, que Mamão foi 'descoberto' por um olheiro da emissora, logo na inauguração da casa, em Agosto de 2016. "Eu acho que o diplomata vai ser amigo do Ilmar. Ele é inteligente, o Mamão gosta disso. Mas quando afunilar e o pessoal mais fútil sair, aí a gente vai ver o embate político", comenta Kamila.

Do outro lado, amigos falavam do participante que tem uma tatuagem dela mesma no corpo. "Uma narcisa, eita BBB…". Até que ele apareceu, já na prova do líder. Ilmar fez dupla com Marinalva, a para-atleta que disputou as olimpíadas e que usa uma prótese no lugar de um membro inferior que teve amputado. A prova, de resistência, consistia em segurar bastões, empurrar botões e não deixar que postes de luz se apagassem.

Disputa da prova do líder, com a para-atleta Marinalva (Reprodução/Gshow)

Estreia de Mamão no BBB reuniu família e amigos com teorias e saudação guarani"Eu acho que o Mamão escolheu a pessoa certa. A Marinalva passou por muita coisa, seria a última a ser escolhida, mas ela tem braço, é atleta", comentou alto uma amiga do participante. E não é que a dupla foi quase leva a liderança? Por um descuido, Mayara e Vivian acabaram levando a prova, depois de mais de 2h de duração.

Mas isso já se viu de casa. Depois que a edição do programa chegou ao fim, por volta das 23h15, o Drama ganhou clima de festa, com Dj para animar o restinho da terça-feira e cerveja gelada. "A gente volta aqui no primeiro paredão dele", concluiu dona Dulce.

Jornal Midiamax