MidiaMAIS

Com escultura da cabeça de Manoel de Barros, museu inaugura temporada de exposições

Entrada é franca e fica até dia 9 de julho

Daiane Libero Publicado em 05/05/2017, às 20h40

None
unnamed_4.jpg

Entrada é franca e fica até dia 9 de julho

O Marco (Museu de Arte Contemporânea) inaugura sua 1ª Temporada de Exposições para este ano, com novos artistas e instalações no espaço localizado na Rua Antônio Maria Coelho, 3000. A abertura oficial acontece no dia 10 de maio (quarta-feira), às 19h30 com entrada franca. Uma das obras mais impressionantes dessa nova temporada é do artista plástico Marcos Rezende, de Campo Grande, que retrata personagens emblemáticos que povoam a história e memória de Mato Grosso do Sul. Dentre as peças, se destaca a cabeça do poeta Manoel de Barros. Essa e outras artes são vistas na mostra “Visões Fractais”. 

A exposição “Liames” apresenta as instalações mais recentes de Cristhina Bastos e Kyria Oliveira (Espírito Santo), investigações que estão em pleno estado de reflexão. A etimologia da palavra vem do latim “ligamen”, do verbo “ligare”, ou seja, vínculo, unir, atar, ligar. Para a curadora Clara Sampaio, mestre em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo, enquanto se finca em um movimento de resgate, o trabalho de Kyria Oliveira assume as formas do passado gravadas pelo tempo em seu ateliê. 

A série “O Olho da Garça”, da artista Jussara Stein, também da Capital, traz para o primeiro plano o papel da pintura, ao mesmo tempo em que devolve o tema para segundo plano. Segundo a crítica de arte Maria Adélia Menegazzo, Jussara Stein organiza o seu material com vistas a dotá-lo de significado. “É nesta organização que o domínio técnico da artista, resultado de um longo processo de formação tanto acadêmica quanto do diálogo com outros artistas, encontra sua melhor performance”, diz a crítica.

“Bachelard Catu e uma prolepse”, mostra do artista plástico Wagner Thomaz, traz 30 obras produzidas em técnicas mistas e som ambiente em “loop”. O áudio é uma reprodução das leituras realizadas pelo Grupo de Estudos Literários e Culturais: Memória e Contemporaneidade. Por fim, a artista Marilena Grolli também de Campo Grande traz sua arte de rua, que já foi estampada em vários endereços importantes pela cidade. 

As mostras estarão abertas à visitação de terça a sexta, das 7h30 às 17h30. Sábado, domingo e feriado das 14h às 18h, até o dia 9 de julho. Informações pelo site: www.marcovirtual.wordpress.com. 

Jornal Midiamax