MidiaMAIS

Clássico Kikiô, de Espíndola, embala campanha solidária em espetáculo teatral

Peça gratuita é realizada neste sábado (21)

Daiane Libero Publicado em 20/01/2017, às 09h00

None
captura_de_tela_de_2017-01-20_07-27-44.png

Peça gratuita é realizada neste sábado (21)

Neste sábado (21), começa a temporada do espetáculo de bonecos "Kikiô", criado por Flávia Silveira e Jorge de Barros, do Grupo Guavira, e baseado na música e livro homônimos de Geraldo Espíndola, um dos ícones musicais atuais de Mato Grosso do Sul. A canção, que por versos líricos fala sobre a chegada dos índios guaranis, também embala uma campanha para ajudar a comunidade Kurussu Ambá 3, perto de Amambai, que está em uma situação fragilizada de fome. "Estamos arrecadando alimentos pois de todas as comunidades naquele local, a Kurussu Ambá 3 é a mais fragilizada", explica a militante do Coletivo Terra Vermelha, Priscila Anzoategui. 

Segundo ela, cerca de 40 pessoas serão ajudadas com doações de alimentos não-perecíveis, enfatizando que a entrada da peça é franca, porém as doações podem ajudar principalmente crianças e mulheres que vivem em Kurussu Ambá 3. "A peça já ía acontecer, e ele mesmo (Jorge de Barros) teve a ideia de fazer essa parceria, pedir os alimentos. Quem quiser ajudar será bem-vindo", acrescenta Priscila. Ainda conforme informações do Coletivo Terra Vermelha, arroz, feijão, macarrão, óleo, açucar, fubá e outros alimentos podem ajudar muito, e o Coletivo estará lá para fazer a arrecadação. 

Jorge é um conhecido artista, que está sempre participando de movimentos de arte na Capital, e iniciou seu trabalho com bonecos na década de 1980, já tendo sido premiado diversas vezes. Para ele, "Kikiô" é uma forma de enaltecer essa cultura, que carece tanto de ajuda. O espetáculo é feito com bonecos criados pelo artista e por Flávia.

Clássico Kikiô, de Espíndola, embala campanha solidária em espetáculo teatralA ideia do espetáculo surgiu após uma conversa entre artistas, o músico Geraldo Espíndola e sua esposa, em Bonito, há algum tempo. A peça já realizou uma pré-estreia e agora inicia sua temporada de exibições. "Essa nossa proposta foi de fazer uma versão da música do Geraldo. O espetáculo tem 30 minutos de duração e é voltada para o público infanto-juvenil mas também para os adultos. Os indígenas estão em situação de risco, e precisamos alertar sobre isso", analisa o artista. 

Quem quiser contribuir de outras formas pode levar mais alimentos durante os eventos de Pré-Carnaval que acontecerão todos os sábados até o Carnaval na Rua Rui Barbosa, 4448, no Bairro São Francisco, sempre às 16h. 

SERVIÇO – O espetáculo acontece no sábado (21), às 16h, no Sesc Morada dos Baís, com entrada franca e doação de 1kg de alimento não-perecível. Antes da peça, às 14h30, será realizada oficina de arte brasileira para crianças com Cildo Meireles. A Morada fica na Av. Noroeste, 5140. Informações: (67) 3311-4300. 

Jornal Midiamax