MidiaMAIS

Técnica do ‘upcycling’ reforma e dá vida a produtos que seriam descartados

'Lixo' ganha novo uso com a técnica 

Daiane Libero Publicado em 05/09/2016, às 11h19

None
unnamed_9.jpg

'Lixo' ganha novo uso com a técnica 

O conceito de reciclar coisas não é novo para nós, e surgiu quando percebemos que é muito importante não acumular lixo nem poluir a natureza. Porém, um conceito que dentro dessa ideia de sustentabilidade vai além, é a técnica do upcycling (ou upcycle). Dentro da arquitetura e da decoração, o upcucling transforma resíduos ou produtos descartáveis em novos materiais de maior valor. Tira do lixo a inspiração e dá para aquilo um novo uso. 

Em Campo Grande, o designer Kenzo Minata tem criado poltronas, estantes e objetos para casa com essa técnica. “A crescente quantidade de lixo é uma variável muito discutida hoje, as formas que podemos diminuir, reaproveitar, reutilizar. O upcycle vem exatamente desta idéia”, explica. “Diferente da reciclagem, o upcycle tem um processo muito mais limpo, em vista que não transformamos a matéria primária do material reutilizado, só damos um ‘UP’”, exemplifica. 

Designer Kenzo Minata / Foto: DivulgaçãoA técnica não destrói o que já existe, e sim remodela e dá novo uso. Uma das criações famosas de Kenzo é a poltrona upcycle, que é feita de tonéis descartados. “Todo material que é reaproveitado nas minhas criações acaba sendo lixo a menos descartado, de forma que conseguimos reduzir um pouco dessa enorme quantidade de lixo que geramos todos os dias”, analisa Kenzo.

Ele começou a buscar inspirações para a técnica online. “Eu via muita coisa legal na internet com o conceito do upcycle e do reaproveitamento, mas não tinha referência nenhuma de onde encontrar para comprar. Resolvi fazer alguns protótipos de desenhos meus, e fui descobrindo aí uma paixão”, relata Kenzo. Ele conta também que no mês que vem lança uma nova coleção de móveis. 

Ainda segundo o designer, por ser tudo muito artesanal, demora em média dois dias para produzir uma poltrona. “A poltrona tambor levam dois dias de produção. Um dia para recorte, solda e aplicação de massa e mais um dia para pintura e acabamento final”, relata. 

Técnica

O primeiro registro da técnica de upcycling com este termo foi feito pelo designer alemão Reine Pilz da Pilz GmbH, em um artigo publicado no ano de 1994. O conceito primordial descrito por ele foi o de que é preciso dar mais valor aos produtos antigos e não menos. O termo upcycling também foi usado pelos designers William McDonough e Michael Braungart no livro “Cradle to Cradle: Remaking the Way We Make Things”, (“Berço a berço: Refazendo a maneira nós fazemos coisas”, em tradução livre), de 2002. 

Os designers afirmam que “o objetivo do upcycling é evitar desperdício de materiais potencialmente úteis, fazendo uso dos já existentes. Isso reduz o consumo de novas matérias-primas durante a criação de novos produtos”.

Jornal Midiamax