MidiaMAIS

Peninha, percussionista do Barão Vermelho, morre aos 66 anos

Peninha estava internado em estado grave

Guilherme Cavalcante Publicado em 19/09/2016, às 23h28

None
20160919204007641405o.jpg

Peninha estava internado em estado grave

O percussionista da banda Barão Vermelho, Paulo Humberto Pizziali, mais conhecido como Peninha, morreu nesta segunda-feira (19), aos 66 anos, vítima de uma hemorragia no estômago. O músico estava internado em estado grave desde o início do mês com problemas digestivos, no Hospital da Lagoa, na Zona Sul do Rio. O corpo será cremado.

Peninha, percussionista do Barão Vermelho, morre aos 66 anos"Queridos amigos e familiares, é com pesar que venho comunicar que o pai dos meus filhos, Paulo Humberto Pizziali, mais conhecido como (Peninha percussão), faleceu agora", informou Ana Tereza Lima Soler, ex-mulher do músico, no Facebook.

Peninha nasceu no Rio de Janeiro, em 1950. Antes de ser efetivado pelo Barão Vermelho, já tinha acompanhado nomes de peso da música como Sivuca, Simone, Gal Costa, Lincoln Olivetti e Ângela Maria. "Toda a percussão que se ouve nas gravações do Barão é dele", comentou o cantor e guitarrista Frejat, emocionado com a perda do amigo, ao jornal O Globo.

O músico passou a integrar o Barão Vermelho no disco “Declare guerra”, de 1986, o primeiro após a saída de Cazuza. Na época, o guitarrista Fernando Magalhães também foi efetivado. "Foram 66 anos muito bem vividos", acrescentou Frejat. Peninha deixa quatro filhos, Paulo, Pedro, Rafael e Luca.

Jornal Midiamax