MidiaMAIS

Grammy Latino terá brasileiros e vitória de Trump como pano de fundo

Festa será nesta quinta-feira (17)

Daiane Libero Publicado em 17/11/2016, às 17h08

None
michel_telo.jpg

Festa será nesta quinta-feira (17)

Na noite mais importante para a música latina, a cerimônia de entrega do Grammy Latino, nesta quinta-feira (17), certamente servirá de palco para que artistas alcem sua voz contra o discurso anti-imigrantes do presidente eleito dos Estados Undos, Donald Trump.

O clima tenso, no entanto, não deverá ofuscar a festa em que os brasileiros Djavan, Martinho da Vila, Paula Fernandes e Michel Teló concorrem na categoria Música Brasileira.

Djavan recebeu quatro indicações ao Grammy, de Gravação do Ano, Melhor Álbum do Ano, Melhor Cantor e Compositor e Melhor Canção em Língua Portuguesa por "Vidas pra contar". Nas categorias dedicadas apenas à música brasileira, destaque para "De bem com a vida", que valeu a Martinho Da Vila indicação para Melhor Álbum de Samba/Pagode.

Esta é a primeira indicação da cantora e compositora Paula Fernandes, que concorre com "Amanhecer" na categoria Sertanejo. Teló, conhecido mundialmente por "Ai se eu te pego", já apareceu nas últimas quatro listas de indicados na categoria Sertanejo. Agora ele chega à disputa com "Baile do Teló".

Nesta categoria, também aparece Leonardo, em sua sexta participação desde que o prêmio para o sertanejo foi criado. O ex-integrante da dupla Leandro e Leonardo concorre com o "Bar do Leo".

Na disputa também está o cantor, ator e modelo mineiro Lucas Lucco, com "Adivinha". Fechando a lista de cinco indicados, João Victor, também em sua estreia na premiação, participa com "Sóis".
A cantora Sophia Abrahão concorre como Melhor Artista Revelação.

Jornal Midiamax