MidiaMAIS

Penitência durante quaresma serve de reflexão para católicos

Quaresma é um período que católicos usam para fazer mudança de vida

Midiamax Publicado em 18/02/2015, às 19h51

None
cinzas.jpg

Quaresma é um período que católicos usam para fazer mudança de vida

Após o carnaval os católicos entram em um momento de penitência, na Quarta-Feira de Cinzas inicia a Quaresma que segue até o Domingo de Ramos, que este anos será celebrado no dia 29 de Março. Com a celebração do Domingo de Ramos, os católicos iniciam a Semana Santa, onde se preparam para a morte e ressurreição de Cristo.

“Domingo de Ramos é abertura da Semana Santa e Domingo de Pascoa encerra. Durante a Quaresma as pessoas fazem abstinência de algo que faz falta”, afirmou o Padre Dirson Gonçalves.

Para igreja a Quaresma é um período que os católicos usam para fazer uma mudança de vida, uma conversão e reflexão. “É um período forte de espiritualidade, muito bonito. As pessoas usam para melhorar, pensar, é muito importante. Esse é o tempo especial para isso”.

De acordo com o Padre, os freqüentadores da Igreja Católica devem buscar mais os momentos de oração. Ele recomenda que não só durante a Quaresma, mas as boas ações devem ser mantidas o ano todo. Além da penitencia, Dirson orienta que a pessoa converse com Deus e reflita.

“Eu pretendo orientar as pessoas para buscarem mais momentos com Deus, momentos de oração. Eles devem fazer reflexão da sua vida, suas atitudes. Esse momento não é comunitário, é um momento pessoal com Deus”

Em relação à cultura de não comer carne durante a quaresma o padre afirma que esta não é mais uma obrigação, já que muitos fieis não comem carne o ano todo e que o importante é ficar em algo faça falta. “Hoje não seguem tanto a tradição de não comer carne, mas na verdade a abstinência é ficar sem algo que vai fazer falta”.

Abstinência

A professora universitária Cristina Ramos é sempre frequentou a Igreja Católica, mas afirma que há poucos anos faz penitência durante a Quaresma. De acordo com Cristina, ela não fazia a penitência por não ter conhecimento do real significado da Quaresma.

“Faz entre sete e oito anos que eu frequento a Paróquia São Sebastião e desde o momento que comecei a frequentar eu comecei a fazer a penitencia. Até por causa das crianças na Catequese e agente começa a virar exemplo”, destacou.

Cristina ressalta que a sua penitência é de jejum de coisas que ela acha prazerosa e que há três anos está mais rigorosa. “Eu não como farinha branca, arroz e açúcar. Hoje começa as tentações, as crianças comem doce. Mas é um momento interessante, a questão de ser uma pessoa melhor”.

Em relação a família, a professora afirma que conversa com os filhos sobre o significado da Quaresma. “Eu falei nos outros anos, esse ano estou mais quieta, mas sempre falo sobre. Procuro relembrar para ter um período mais quieto em relação as coisas do mundo material”, declarou.

Para Cristina os ingredientes que ela tira do cardápio durante a Quaresma são difíceis de controlar durante o ano. Ela garante que não é fácil, mas que consegue e tem o apoio da família.

Jornal Midiamax