MidiaMAIS

Modista apresenta novo endereço de brechó com espaços alternativos

Lauren Cury é uma das pioneiras o brechó estiloso

Carol Alencar Publicado em 18/04/2015, às 09h10

None
2.jpg

Lauren Cury é uma das pioneiras o brechó estiloso

Ela é uma das precursoras da Capital em reinventar e desmitificar aquela velha teoria em que brechó só tem roupa antiga e amontoada. Lauren Cury é estilista, artista visual, pós-graduada em design de interiores e, nas horas vagas, também é cantora.

Logo que se formou em moda, criou o Gaveta Brechó que, de uma maneira diferente, surpreendeu os campo-grandenses. O espaço não era nada semelhante aquela ideia antiga, de brechó de ‘rodoviária’, com um monte de roupas entulhadas e etc. A modista deu um ar todo ‘pomposo’ para vender as roupas de segunda mão – muitas de grifes ou marcas renomadas e também, os acessórios.

“Quis tirar aquela impressão de que tudo que se tem em brechó é velho e que é possível trabalhar o desapego e passar pra frente, só que resolvi dar uma repaginada no visual do brechó e transformá-lo, deixando um ambiente mais aconchegante”, explica.

Novo endereço

O Gaveta, que já tem cinco anos de vida, está em novo endereço e sobre a rotatividade, Lauren afirma que a mudança é até positiva para o brechó. “A mudança sem querer acaba sendo positiva, porque o cliente gosta, procura, quer ver o que tem de novidade no espaço novo; fora que faz renovar as energias”, conta.

A nova estrutura vem acompanhada de alguns elementos chave, que são característicos de quem acompanha a trajetória da estilista, a reciclagem. Lauren fez de uma geladeira antiga um armário de short jeans; fez raladores se tornar luminárias e pasmem, as araras de roupas são feitas de varão de cortina pregados em portas-samambaia.

“Sou meio acumuladora de objetos; guardo muita coisa antiga, que meus familiares me repassam, achados por ai e reutilizo tudo; em todos os Gaveta’s eu pratiquei o reuso e acho que atrai e traz a pessoa para uma reflexão”, avalia.

Mesmo consumidora assídua, no novo endereço ela afirma que diminuiu as araras – de oito do antigo endereço para três neste novo. O motivo se deve por conta dela oferecer mais qualidade em menor quantidade de espaço. “Quando tem muita roupa junta, muitos cabides, acaba passando batido pelo cliente, por isso priorizei roupas mais selecionadas num espaço maior”, revela.

Espaço gourmet

Além das roupas e acessórios o novo Gaveta tem uma estrutura com barzinho que, segundo Lauren, é para reunir os amigos e clientes para um happy hour ou café.

“Pela primeira vez eu estou tendo essa estrutura, o que eu acho ótimo, porque amplia a coisa… o cliente que quiser vir comprar, pode tomar um chá, café…e ouvir um bom vinil”.

Vale lembrar que há oito meses o Gaveta tem parceria com a marca independente Belotrapo, que é especializada em costura e customização de roupas e trabalha em cima do desapego.

Jornal Midiamax