MidiaMAIS

Festival de Bonito será de 29 de julho a 2 de agosto

Zeca Baleiro já participou de edições anteriores

Diego Alves Publicado em 26/06/2015, às 01h40

None
wmx-595x340x4-558c69c9bcaa8e48722ed91a68f1adb77c9be91463511.jpg

Zeca Baleiro já participou de edições anteriores

A 16ª edição do Festival de Inverno de Bonito será realizada de 29 de julho a 2 de agosto. Na programação apresentações musicais, peças teatrais, exposições de artes plásticas, artesanato, cinema e dança. A novidade este ano é que todas as atrações vão se concentrar na Praça da Liberdade, a principal de Bonito. Estão confirmados shows de Almir Sater, Renato Teixeira e Sérgio Reis; Zeca Baleiro. Delinha, Patrícia & Adriana também devem marcar presença.

O cantor e compositor Zeca Baleiro já participou de edições anteriores do Festival de Inverno de Bonito. Este ano, ele deve mostrar ao público uma seleção de seus maiores sucessos.

Zeca começou sua carreira compondo melodias e músicas para peças infantis de teatro. Mudou-se para Belo Horizonte, onde cantava pelos bares da cidade. Foi morar em São Paulo, onde dividia um apartamento com seu parceiro musical Chico César. Apesar de sua carreira musical já existir 12 anos antes de gravar seu primeiro disco em 1997, seu salto para a fama foi em sua participação no Acústico MTV de Gal Costa com a canção “A Flor da Pele”, que lhe valeu projeção nacional.

Sua música deriva de muitos ritmos tradicionais brasileiros: samba, pagode, baião com elementos do rock, pop e música eletrônica com um modo muito particular de tocar violão. No ano passado, Zeca lançou seu segundo livro de crônicas, “A Rede Idiota e outros textos”, com artigos publicados na revista IstoÉ e no blog Questões Musicais, da revista Piauí, além de textos publicados em diversos jornais e revistas e outros escritos especialmente para o livro.

Renato Teixeira e Sérgio Reis estão fazendo no Brasil com a turnê “Amizade Sincera” que é uma releitura da música caipira brasileira e apresenta novas interpretações às obras dos artistas. Amigos desde os anos 1960, Renato e Sérgio já trocaram diversas experiências musicais. Sérgio já gravou clássicos de autoria do compositor Teixeira, como os clássicos títulos “Romaria”, “Tocando em Frente” e “Sina de Violeiro”.

Em 2010, a parceria rendeu o disco “Amizade Sincera”, com uma coleção de músicas sertanejas de raiz. Neste ano, saiu o segundo volume do álbum, gravado ao vivo, durante show em 2014, que contou com participações de convidados como Amado Batista e Toquinho, entre outros.

O repertório do DVD, com 21 faixas, tem músicas como “Deus e Eu no Sertão”, “Folia de Rei”, “Felicidade”, “Cabecinha no Ombro” e “Viola Cabocla”. A versão em CD reúne 14 faixas.

Almir Sater já esteve em Bonito várias vezes. Seu estilo caracteriza-se pelo experimentalismo e sua música é classificada como atemporal. Agrega uma sonoridade tipicamente caipira da viola de 10 cordas e também com influências das culturas fronteiriças do seu estado, como a música paraguaia e andina.

Com mais de 30 anos de carreira sólida e 10 discos solo gravados, Almir tornou-se um dos responsáveis pela preservação da viola de 10 cordas, sendo reinventada, o músico acrescentou um toque mais sofisticado ao instrumento, temperado com estilos estrangeiros como o blues, o rock e o folk, uma mistura de música folclórica, erudita e popular.

Jornal Midiamax