MidiaMAIS

Com mil reais no bolso, casal aposta na venda de sushi e inova ao criar o salmão black

Em uma semana o dinheiro foi reposto e os negócios vão de vento em popa 

Mikaele Teodoro Publicado em 20/06/2015, às 09h01

None
_mg_1489.jpg

Em uma semana o dinheiro foi reposto e os negócios vão de vento em popa 

Everton Santos, 33 anos, trabalhou por 10 anos como garçom. Nos últimos cinco, serviu os clientes das principais casas de comida japonesa de Campo Grande. Com as contas no vermelho em casa e três filhas para criar, ele passou a dobrar as horas trabalhadas e como aconteceria com qualquer pessoa: se estafou. Uma noite, em novembro de 2014, faltou ao trabalho e não deu outra: demitido! Desesperado, Everton não percebeu que surgia ali a oportunidade de mudar de vida.

No mês seguinte, “quebrados”, Everton e sua esposa, a fiel parceira Simone Fonseca, 29 anos, pensando nas ceias de Natal, compraram os ingredientes e produziram cinco barcas de sushi na esperança de que alguma pudesse ser vendida. A nova notícia foi postada no perfil de Simone no Facebook e bastaram algumas horas para que 33 fossem vendidas. “A gente não imagina isso. Foi muito legal”, conta Simone.

Poucos dias depois, com a única renda que os dois possuíam, cerca de mil reais, Simone desafiou o marido: “Olha, se você quiser é agora!”. Everton pegou o dinheiro e fez. Em um espaço de quatro metros quadrados os dois produziram tanto que em uma semana o dinheiro investido foi reposto e multiplicado.

Desde o início, a proposta foi inovar. Para isso, investiram primeiramente no serviço de delivery. “Por ser um bairro distante do centro fomos favorecidos. Muita gente não quer ir até lá, se arrumar e tal. Por isso foi uma boa sacada o serviço de entrega”, diz Everton que em pouquíssimo tempo adquiriu um espaço maior e introduziu o rodízio, que não é qualquer rodízio, é especial. Hoje 12 pessoas estão empregadas no local e a família já comprou o primeiro carro.

Black

Everton juntou o que viu de melhor em cada local em que trabalhou e montou, a seu modo, o rodízio do Maria’s, o nome é uma história a parte e a gente já conta. Voltando ao rodízio, ao contrário do que as outras casas fazem, por lá, tudo é preparado na hora e com todo carinho. Mas a qualidade dos ingredientes e o cuidado no preparo não são suficientes, é preciso inovar. Foi aí que surgiu um cardápio cheio de novidades.

O carro-chefe da casa é o salmão black. Marinado em tempero especial do chefe por 48 horas o peixe adquire consistência mais firme e o tom rosado da carne dá lugar ao preto. “Os clientes adoram. Vem gente de muito longe para provar. Só nós temos”, conta orgulhoso ao MidiaMAIS.

Outra inovação da casa é o Yakisoba e Sobá de camarão. Ideias de Simone, os pratos são os queridinhos da clientela fiel que conquistaram em poucos meses. “Estou pensando em outras coisas agora. Tem sempre que inovar, se reinventar”, diz.

Sonho de criança

Antes de tudo isso que já foi contado acontecer, houve um sonho! Naiany, 6 anos, certo dia acordou a mãe Simone com uma novidade. “Sonhei que a gente tinha um sushi. Ele tinha dois andares e se chamava Maria’s”, contava enquanto desenhava em um papel.

“Eu ouvi aquilo, mas nem dei muita atenção. Quando percebi que estávamos fazendo exatamente o que o sonho dela mostrou, percebi que a casa já tinha nome”.

Aos curiosos e apaixonados por sushi, o Maria’s fica na Rua Clineu da Costa Moraes, 700. O telefone para entrega em toda cidade é 3201-4102. Para conhecer mais o cardápio deles é só curtir da página do restaurante noFacebook

Jornal Midiamax