Paisagens e estudos: exposição de Paulo Rubens Parlagreco segue até 30 de janeiro

A mostra retrata a diversidade da paisagem de Mato Grosso do Sul.
| 23/12/2014
- 00:09
Divulgação

A mostra retrata a diversidade da paisagem de Mato Grosso do Sul.

A Fundac (Fundação Municipal de Cultura) realiza até o dia 30 de janeiro a exposição de Paulo Rubens Parlagreco na Galeria de Vidro da Plataforma Cultural. A exposição será uma oportunidade para apreciar e adquirir obras do artista reconhecido pela qualidade pictórica, trajetória e formação artística.

A mostra retrata a diversidade da paisagem de Mato Grosso do Sul, em especial a paisagem da cidade morena, Campo Grande. Essasproduções realizadas pelo artista nos últimos 25 anos possuíamo propósito de aprimorar uma técnica de pintura muito usada por renomados artistas, chamada de “Manchinhas”.

Essa técnica está arraigada na formação do artista que teve importantes mestres adeptos das Manchinhas como Rubens Parlagreco, FanciscoParlagreco, Inocêncio Burgueze,  e Rafael Galvez.Todos estes hoje reconhecidos em museus como MASP, Pinacoteca de São Paulo e Museu Nacional do Rio de Janeiro.

Contando um pouco da montagem da exposição Paulo Parlagreco diz “Dia desses, olhando o que tenho em casa, tentando arrumar a bagunça encontrei todas as manchinhas que agora fazem parte desta mostra. Após limpá-las e efetuar alguns retoques, esticá-las nos bastidores e emoldura-las, surgiu o desejo de realizar uma exposição  com todos os trabalhos. A oportunidade apareceu  e eu a realizei.”

Paulo Rubens Parlagreco, 70, é desenhista, pintor e escultor desde 1964. Nascido em São Paulo em 1944, radicado em Campo Grande, MS há 25 anos. Além das produções artísticas atua como restaurador de obras de arte e ministra aulas de desenho e pintura em seu ateliê.

A Galeria de Vidro fica na Plataforma Cultural (Estação Ferroviária), fica no início da Avenida Calógeras, próxima a Feira Central.

 

Horários de visitação:

Segunda, terça e quinta das 8 horas às 11 horas e das 13 horas às 18 horas.

Quarta e sexta das 8 horas às 11 horas e das 13 horas às 21 horas.

Sábado das 16 horas às 21 horas.

Veja também

A Ginga Espaço de Dança representou o Estado com a coreografia ‘Omulú’ e trouxe o prêmio para casa

Últimas notícias