MidiaMAIS

Concurso de andores e shows musicais atraem cinco mil pessoas em Corumbá

Homenageando São João, o andor da festeira Nilza Hellensberger venceu o Concurso de Andores de Corumbá, que reuniu nove participantes na disputa realizada na noite de sábado, 21 de junho, no Porto Geral de Corumbá. O evento, além de marcar a abertura do Arraial do Banho de São João, serve de estímulo para manter viva […]

Arquivo Publicado em 23/06/2014, às 00h26

None

Homenageando São João, o andor da festeira Nilza Hellensberger venceu o Concurso de Andores de Corumbá, que reuniu nove participantes na disputa realizada na noite de sábado, 21 de junho, no Porto Geral de Corumbá. O evento, além de marcar a abertura do Arraial do Banho de São João, serve de estímulo para manter viva uma das mais marcantes características da festa pantaneira: a preparação do andor junino.

Com muitas flores, brancas e vermelhas, adereços inusitados, como velas ornamentais, folhas de espigas de milho, ramos de folhagens diversas, os altares de São João chamaram a atenção do público pela beleza e a história de cada um.

A comissão julgadora avaliou três quesitos: criatividade (concepção utilizada para enfeitar o andor de São João); adereços (escolha dos materiais e objetos que compõem o cenário criativo do andor em julgamento) e originalidade (simplicidade e graça associada aos materiais e à linguagem escolhida para enfeitar o andor). As notas foram do mínimo de 5 ao máximo de 10.

O terceiro lugar, com 115 pontos, ficou com Pedro Paulo Miranda, o Pepê. “É uma emoção muito grande participar, daqui não saem nem vencedores nem vencidos e sim saem pessoas com fé multiplicada e redobrada em São João e em Deus, primeiramente. Nossa festa, este ano, completa 41 anos e essa é a quarta vez que participamos do concurso”, explicou o festeiro.

Na segunda colocação, com 131 pontos ficou o andor de Dionísio Ferraz, pai de Alfredo Ferraz, o maior vencedor desde a instituição do concurso. “Nós participamos desde o início; já ganhamos seis títulos e dois vices. Esse resultado é de nosso trabalho e da nossa comunidade, da rua Monte Castelo, que estamos representando. É um trabalho de família e amigos”, disse ao Diário Corumbaense Alfredo Ferraz.

E a campeã, Nilza Hellensberger, enfeitou o santo que seu pai ganhou de um amigo décadas atrás. Ela somou 149 pontos nos três quesitos. “Já é o terceiro ano que participo e a primeira vez que ganho. Meu pai, que é falecido, ganhou esse santo de seu ex-chefe que trouxe do Rio de Janeiro há 80 anos. Ele era utilizado por outros festeiros e após o falecimento de minha mãe, comecei a cuidar e participar da festa pela devoção ao santo, por um filho doente e para as crianças”, contou a festeira.

“A dedicação com que cada um dos andores foi confeccionado é a prova de que os festeiros realmente abraçaram a proposta de serem agentes de cultura, de cuidarem do nosso patrimônio histórico, com alegria e simplicidade”, ressaltou a presidente da Fundação de Cultura do Pantanal e vice-prefeita de Corumbá, Márcia Rolon.

O primeiro lugar foi premiado com o valor de R$ 800,00; o segundo lugar, R$ 500,00 e o terceiro, R$ 300,00. A Polícia Militar estimou público de 5 mil pessoas na primeira noite de festa que teve ainda apresentação de quadrilhas, shows musicais e praça da alimentação.

Neste domingo (22) tem concurso de quadrilhas às 18 horas e show de Sá e Guarabyra a partir das 21h30. A segunda-feira, 23 de junho, é o principal dia da festa. É a data da descida dos andores pela Ladeira Cunha e Cruz e o banho da imagem de São João nas águas do Rio Paraguai, uma tradição única em Mato Grosso do Sul. São esperados mais de 90 andores de festeiros para o banho do santo.

Jornal Midiamax