MidiaMAIS

‘Peter Pan – Na Terra do Nunca’ estreia no Teatro Aracy Balabanian

Com o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul a Arte Boa Nova – Uma Nova Dimensão em teatro, Fundação Chico Xavier e Instituto de Cultura Espírita de MS realiza a estreia da peça “Peter Pan – Na Terra do Nunca” no sábado às 16h e 19h e apresentações no domingo às […]

Arquivo Publicado em 21/11/2012, às 15h13

None
1644706659.jpg

Com o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul a Arte Boa Nova – Uma Nova Dimensão em teatro, Fundação Chico Xavier e Instituto de Cultura Espírita de MS realiza a estreia da peça “Peter Pan – Na Terra do Nunca” no sábado às 16h e 19h e apresentações no domingo às 10h e 16h. A peça tem classificação livre e duração aproximada de 90 minutos.


“Peter Pan na Terra do Nunca” é mais uma montagem teatral com temática espírita adaptada livremente por Nelson Peixoto visando o público infanto-juvenil e produzida pela companhia de arte Boa Nova. Um dos mais solidificados grupos de teatro sul-mato-grossense que há vinte e três anos vem contemplando o público de nosso estado com peças adultas e infantis.


Surpreendendo tanto nas montagens inteligentes e criativas quanto na qualidade do texto apresentado, os cuidados denotam a preocupação principal da companhia em produzir cultura com auto teor de diversão e aprendizado. A cada ano, em ambos os estilos: infantil e adulto, os espetáculos são sempre muito bem elaborados e preparados com a finalidade de ser bem aceito e recepcionado tanto para a diversidade do público que vão ao teatro, quanto a critica em geral.


“Peter Pan na Terra do Nunca” representa atualmente para o grupo um de seus maiores desafios no quesito montagem de espetáculo infantil, tanto pelo aspecto de dramaturgia quanto em preparação de atores e investimento de produção. A adaptação criativa inspirada igualmente nas produções já realizadas tanto no cinema quanto no teatro nacional e internacional, segue o mesmo encanto dos originais já produzidos.


Abordando principíos básicos da moral espírita cristã, o enredo é totalmente direcionado para infância e juventude trazendo, de forma criativa, temas revestidos de personagens educativos e divertidos; donde o relacionamento humano, fraternidade e leis morais surgem com encanto e poesia nos personagens alegres, comunicativos e totalmente interativos. Com momentos inesqueciveis de refinado humor, danças e coreografias, nossas crianças e mesmo os adultos vão se envolvendo na história de forma que, ao término da apresentação somos, crianças e adultos, impulsionados a dizer o quanto nos divertimos, instruimos e enriquecemos culturalmente.


Reconhecido como um grupo estruturado e experiente em montagens de espetáculos para público adulto, o Arte Boa Nova vem a sete anos consecutivos se aprimorando em montagens infantis, dentre elas “A volta do Lobo Mau (2005)”; “O caminho Oculto (2006)”; “A Rainha Cruel (2007)”; “O Gênio da Lâmpada (2008)”; “Alice no Pais das Maravilhas” (2009), “Os Três Porquinhos” (2010) e “O Mágico de Oz” (2011), sendo essas montagens utilizadas também, como afirma o coordenador do grupo Nelson Peixoto, para qualificar e preparar um número maior de participantes para a Companhia que, a cada ano, cresce em estrutura e integrantes.


No estilo adulto a companhia é reponsavel por montagens que atingiram recorde de publico no estado como as comédias “Eu Sempre Vou te Amar (2004)” e “Queridos amigos, desde que morri esta é a primeira carta que vos escrevo! (2009)”. Destaca-se ainda montagens de estrema sensibilidade e romantismo como “Até que a morte não nos separe (2008)”, “Dance (2006)”, “Uma janela para o céu (2003), “Os Diferentes” (2010)”, “Quando o amor é para sempre” (2011) e o mais recente lançamento em 2012, a montagem Teatral: “Amai-vos!”


Serviço: Ingressos à venda na Arte e Técnica ou pelo site: www.arteboanova.com.br -Preço único R$ 10,00 ou no pacote familia R$ 5,00 (adquirindo 4 ou múltiplo de 4). Mais informações através do telefone 3042-5907.


O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre a Calógeras e a 14 de Julho

Jornal Midiamax