Geral

Semadur promove discussões com jovens e crianças sobre reciclagem e sustentabilidade

O projeto de educação ambiental é itinerante

Diego Alves Publicado em 13/06/2015, às 02h49

None
criancas.jpg

O projeto de educação ambiental é itinerante

A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), promove discussões e atividades lúdicas com jovens e crianças sobre reciclagem, poluição ambiental e sustentabilidade. São participantes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do São Conrado e alunos do 6º ao 9º na Escola Estadual General Malan que participaram, ao longo dessa semana, de ações de educação ambiental. As atividades fazem parte do projeto Educação Ambiental Itinerante e integra o cronograma do mês alusivo às comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. 

O projeto Educação Ambiental Itinerante proporciona diversas atividades com temáticas de preservação ambiental, além da realização de pesquisas, gincanas e palestras em Campo Grande e no interior do Estado. Nesta semana, por exemplo, técnicos da Semadur estiveram em Ribas do Rio Pardo e falando em seminário local sobre arborização, queimadas Urbanas e coleta seletiva.

Durante as atividades no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) São Conrado os adolescentes integrantes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCVF) assistiram a vídeos educativos e explanações sobre a importância do comportamento de cada um para fazer a diferença tanto no circuito escolar como familiar, com relação ao meio ambiente. 

A coordenadora do CRAS, Cibeli Queiroz, destacou a atividade como forma de estimular a conscientização dessas crianças e adolescentes “Nós abordamos e desenvolvemos atividades voltadas a Educação Ambiental por sabermos da relevância da temática. E essa atividade desenvolvida hoje pela Semadur tende a somar e ampliar o conhecimento deles, reforçando a importância em respeitar e preservar o meio ambiente, ” destacou.

Gustavo Malke, 12 anos, demonstrou entusiasmo ao falar sobre o que aprendeu durante a palestra e a dinâmica em que participou. “Achei muito legal, aprendi que tudo vem da natureza e por isso devemos preservá-la. Pois precisamos dela para viver” assim como Lorraine Martins, 14 anos, “Aqui observamos sobre a correta separação do lixo, que minha família já faz, e agora vimos a importância desse ato para o meio ambiente e para nós mesmos”. E Julia Caroline de Souza, 9 anos, completou “É importante preservar a natureza e os animais”.

Jornal Midiamax