Geral

Presidente da Santa Casa nega que tenha recebido R$ 2 milhões de Huck

Teslenco garante que não há conversas com apresentador

Midiamax Publicado em 27/06/2015, às 14h07

None
img-20150505-wa0030.jpg

Teslenco garante que não há conversas com apresentador

O presidente da Santa Casa de Campo Grande, Wilson Teslenco, garantiu ao Jornal Midiamax que o hospital não recebeu doação de R$ 2 milhões do apresentador Luciano Huck. A informação foi divulgada pelo Jornal Agora São Paulo neste sábado (27). Segundo a publicação, Luciano teria pedido sigilo.

“Não é verdade. É um boato que tem surgido ao longo da semana. Não iria fazer sem falar nada para Santa Casa. É um boato que deve ter saído do nada. Eu não tenho conhecimento”, garantiu Wilson Teslenco.

Segundo o presidente da Santa Casa, só a assessoria de Luciano entrou em contato com o hospital depois que a família foi transferida para São Paulo, mas apenas para agradecer pelo atendimento prestado.

“Não tem nada a este respeito. Não tem informação nenhuma sobre doação, assim como também não tem pedido nenhum nosso a este respeito”, garantiu.

Segundo jornal, o apresentador decidiu fazer a doação ao hospital de maneira discreta, mas a informação acabou vazando. O apresentador, a esposa, também apresentadora, Angélica, os três filhos e duas babás foram atendidos na Santa Casa depois que o avião que estavam fez um pouso forçado na área rural de Campo Grande.

Os apresentadores ficaram na Santa Casa de Campo Grande por , aproximadamente, sete horas, até serem transferidos para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Em Campo Grande os apresentadores foram isolados em uma UTI, para evitar assédio e saíram do hospital sem contato com público ou imprensa.

Apenas uma imagem de Angélica na maca foi divulgada durante o período de internação da família e secretárias. No hospital eles passaram por cirurgias e primeiros cuidados e receberam até a visita do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).

A visita de Azambuja gerou critica nas redes sociais, mas ele justificou que foi ao hospital a pedido do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Outros usuários também criticaram o fato dos apresentadores terem sido atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas a Santa Casa comunicou que não estava fazendo atendimento particular.

Pouco depois do meio-dia, a Santa Casa divulgou nota na qual afirma que “não procede” a informação sobre a doação de Huck.

Jornal Midiamax