Geral

Manutenção de terminais chega nesta sexta à unidade General Osório

O terminal do Morenão está com 95% da revitalização concluída

Diego Alves Publicado em 04/07/2015, às 00h09

None
terminal.jpg

O terminal do Morenão está com 95% da revitalização concluída

As obras de revitalização dos terminais de ônibus de Campo Grande já chegaram ao terminal General Osório, o terceiro de um total de nove unidades. A partir de hoje (3), será realizada a “limpeza grossa” no local, etapa inicial da revitalização e que também serve de diagnóstico das intervenções a serem realizadas.

Os outros dois terminais, Morenão e Bandeirantes, continuam com equipes de manutenção, mas em suas atividades finais. De acordo com o engenheiro Alexandre Luiz dos Santos Soares, que chefia a estafe, o terminal do Morenão está com 95% da revitalização concluída, enquanto o Bandeirantes está em 70%. “São terminais de ônibus bastante grandes, requerem mais tempo. Mas a média das nossas intervenções por unidade continuam estimadas em 10 dias”, explica.

As melhorias nos terminais consistem basicamente em serviços como pintura, reparos elétricos e hidráulicos, reformas de banheiros públicos (com troca de louças danificadas, barras de acessibilidade, descargas danificadas e reforço de segurança de portas e ventilações), substituição e colocação de torneiras danificadas e furtadas, manutenção de bebedouros, colocação de proteção contra vandalismo e despichação de azulejos e cerâmicas.

Quem frequenta diariamente os terminais já nota as mudanças. “Foram bem rápidas, porque ontem não estava todo pintado assim. É bom ver que o lugar está sendo cuidado. Fica mais bonito, não parece mais um lugar onde a gente se sinta vulnerável”, relata Rafael Fidelis, estudante, que todos os dias frequenta o terminal Bandeirantes.

As estudantes Giane Maciel e Janaína dos Santos também perceberam as mudanças. “Vi que o banheiro está novinho e que tiraram as pichações. Está ficando muito bom”, diz Giane. “Mas tomara que as pessoas conservem. Não adianta nada pintar tudo para no dia seguinte vir alguém e pichar”, diz Janaína.

Mais segurança

Além das intervenções de ordem estrutural, os terminais de ônibus também estão mais seguros. A Secretaria Municipal de Segurança Pública (Semsp) disponibiliza atualmente de dois a três guardas municipais nos terminais, 24h por dia, sete dias por semana. Além disso, a Assetur também está instalando câmeras de segurança que irão registrar não só a ação de pichadores, mas outros crimes que possam ocorrer nas dependências dos terminais. “Agora dá até pra ficar mechendo no celular, antes eu tinha medo. Segurança é sempre muito importante, é bom ver esse investimento”, descreve a cabeleireira Vanessa Ciriaco.

Quase 100% dos reparos a serem efetuados pela Prefeitura nos terminais são causados por vandalismo. O cidadão pode contribuir no combate á esta prática: independente do local, quem presenciar atos de vandalismo deve fazer sua parte acionando a Guarda Municipal tanto pessoalmente por meio dos telefones gratuitos 199 ou 153.

Jornal Midiamax