Geral

Campanha que pede fim da taxa de vistoria já tem quase 3 mil assinaturas

Em apenas 3 dias, o número de simpatizantes aumentou 50%

Midiamax Publicado em 07/03/2015, às 11h28 - Atualizado em 26/04/2018, às 17h52

None
print_campanha.jpg

Em apenas 3 dias, o número de simpatizantes aumentou 50%

A campanha, que circula na internet (ver link no fim do texto), pedindo o fim da taxa de vistoria anual para veículos com mais de cinco anos de uso continua ganhando adeptos. Em apenas 3 dias, o número de assinaturas saltou de 2 mil para 3 mil.

A idéia surgiu depois que o ex-governador André Puccinelli (PMDB), no último mês de mandato, determinou que estes carros deveriam passar por esta inspeção anual, revoltando muita gente. Desta forma, os usuários terão que desembolsar R$ 120, caso levem seus carros à empresas particulares credenciadas; ou R$ 103, caso optem por fazer o exame diretamente no Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul).

De acordo com o idealizador da campanha, cujo título é: “Anulação do valor da taxa de vistoria veicular anual em MS”, Jefferson Duarte, o objetivo é discutir, junto à população, se esse valor é justo. “A vistoria eu sou a favor, mas o valor da taxa não, pois a vistoria é muito superficial. Isso ficou provado na matéria jornalística em que levaram um mesmo carro, com problemas mecânicos, que passou por sete vistorias”, ressalta.

Duarte, que é estudante de filosofia, revela que já protocolou uma denúncia formal junto ao MPE (Ministério Público Estadual) a fim de barrar a cobrança. “Nos respaldamos no fato de o Denatran, que é um órgão nacional, não pensar desta forma”, diz.

No máximo R$ 30

Nesta semana, em entrevista ao Jornal Midiamax, a comunidade automobilística também se disse favorável à vistoria, porém, destacou que o valor é abusivo. O representante desta comunidade em Mato Grosso do Sul, que participa de clubes e da federação estadual, Marcos Borges, afirmou que a inspeção é amadora. “Eles fazem, apenas, um exame superficial, amador. Isso deveria custar, no máximo, R$ 30, pois eles não desmontam nada no carro”, ressalta.

Marcos diz, ainda, que se esta vistoria fosse feita no DETRAN, ela deveria ser gratuita. “Nós já pagamos taxas e o DETRAN não deveria cobrar para isso. Pelo meu conhecimento sobre o tema, esse valor de R$ 30 serve apenas se a inspeção for feita em empresas particulares”, explica.

Outro lado

A reportagem entrou em contato com o Detran-MS a fim de saber se o órgão concorda se a cobrança é abusiva, porém, até o fechamento deste texto, não houve retorno por parte da diretoria.

Link da campanha: https://secure.avaaz.org/po/petition/Governo_Do_Estado_De_Mato_Grosso_do_Sul_Anulacao_do_valor_da_taxa_de_vistoria_veicular_anual_em_MS/?nIkdwdb

Jornal Midiamax