Geral

Apesar de muitos cairem na folia, pesquisa mostra que maioria não gosta do Carnaval

Muitos aproveitaram os dias de folga para descansar

Midiamax Publicado em 17/02/2015, às 16h20

None
trilha.jpg

Muitos aproveitaram os dias de folga para descansar

Tudo bem que o carnaval em Campo Grande ainda é tímido e sem muita estrutura. Mas há quem se anime com a organização dos blocos de ruas, coloque a fantasia e saem mesmo para curtir a folia sempre com o samba no pé. Mas de acordo com a pesquisa do IPF-MS (Instituto de Pesquisa Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) 52% da população economicamente ativa da Capital não gosta do carnaval. Mas os números mudam se analisado por faixa etária. Por exemplo, entre pessoas de 16 a 34 anos de idade, a maioria, sendo 55% gosta mesmo é da folia.

Apesar de todo o trabalho e investimento das escolas de samba da Capital, o público ainda não adquiriu o hábito de assisti-las na avenida do samba. Infelizmente é isto que aponta a estatística, pois segundo os dados apenas 14,20% prestigiam as escolas.

Como normalmente o Carnaval vem acompanhado de ‘feriados’ prolongados, o IPF mostra que entre as inúmeras opções para curtir a período, muitos campo-grandenses querem mesmo é tirar uns dias de descanso. Dos que foram entrevistados pelo IPF, 29% preferem descansar, 12% curtem o carnaval, 9% querem estar a família, e 7% gostar de viajar ou sair com os amigos.

Neste período de Carnaval 68% confirmaram ficar em Campo Grande, percentual superior aos 64% que declararam o mesmo em 2014. Dos 31% que decidiram por viajar, mais de 75% viajaram no próprio Estado, e os destinos que mais se destacaram foram: Bonito com 15%, Rio Verde 14% e Jardim 13%.

Ao relatarem as suas expectativas de gasto durante o Carnaval, os que permanecem em Campo Grande deverão gastar em média R$ 144. 

Jornal Midiamax