Vander compara Delcídio a Lula e diz que escândalos não pegam

Deputado federal e candidato a reeleição, Vander Louber (PT), afirma que a tentativa de atrapalhar a campanha ao governo de Delcídio do Amaral, não vai pegar. A afirmação foi feita durante a inauguração do comitê de Delcídio do Amaral, que está localizado na Avenida Nelly Martins, antiga Via Parque, no local onde funcionava a Pizzaria […]
| 05/08/2014
- 00:09
Vander compara Delcídio a Lula e diz que escândalos não pegam

Deputado federal e candidato a reeleição, Vander Louber (PT), afirma que a tentativa de atrapalhar a campanha ao governo de Delcídio do Amaral, não vai pegar. A afirmação foi feita durante a inauguração do comitê de Delcídio do Amaral, que está localizado na Avenida Nelly Martins, antiga Via Parque, no local onde funcionava a Pizzaria Martignoni.

Para Vander, os escândalos de corrupção na Petrobras, onde o nome do petista foi citado várias vezes, não passam de tentativas frustradas de atrapalhar a campanha. “Isso é coisa da mídia, que está requentando essa história. Não vai pegar”, afirmou.

Segundo ele, a matéria que foi ao ar no sábado (2), em pelo Jornal Nacional, e tomou quase 5 minutos da programação do diário, não deve respingar na campanha de Delcídio e quem fez a denúncia que deve provar o que diz. “Independente disso, ele vai ganhar no segundo turno. Estão requentando o tema e até que se prove o contrário Delcídio é inocente. Cabe a quem acusou provar que ele tem algum envolvimento”, frisou.

Ele disse ainda que se fosse assim, Dilma não ganharia, pois quando foi candidata havia diversas denúncias de corrupção envolvendo o governo de Luiz Inácio Lula da Silva. “Se fosse assim a Dilma não teria ganhado a eleição. Houve várias denúncias de corrupções no governo Lula, mas a população pobre melhorou de vida”, disse.

Campanha

Sobre as cores escolhidas pelo candidato ao governo Delcídio do Amaral, onde o vermelho, que tanto representa o PT, quase não aparece, Vander diz que a mudança é para mostrar outros segmentos da sociedade. “Não está descaracterizado. As cores, na verdade, é para representar que o partido está atendendo os mais diferentes segmentos da sociedade”, afirmou.

Vander ainda disse que esta campanha será mais curta que as anteriores e acredita que só tomará corpo após o dia 15 de agosto, quando o programa eleitoral gratuito se iniciar.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias