Geral

UPA reabre e prefeitura promete limpar fezes de pombos em outras unidades

Foram instaladas telas para impedir a entrada das aves na unidade de saúde

Wendy Tonhati Publicado em 31/12/2014, às 14h26

None
interna_1.jpg

Foram instaladas telas para impedir a entrada das aves na unidade de saúde

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida reabriu na manhã desta quarta-feira (31). A unidade de saúde ficou fechada por uma semana após parte do forro desabar por conta da chuva e do excesso de fezes de pombos que se acumulava no teto.

De acordo com o secretário municipal de Saúde Pública, Jamal Salem, o problema de acúmulo de fezes de pombos também atinge outras unidades de saúde. Será aberta uma licitação no dia 5 de janeiro, disse ele, para contratar uma empresa que fará a limpeza das unidades de saúde. 

Conforme o secretário, após os reparos feitos na última semana, foi restaurado o teto da unidade e uma empresa especializada fará a recolocação do forro, que foi totalmente removido. A previsão é que o reparo seja feito após o dia 5 de janeiro, pois a contratada para o serviço está em recesso. Jamal ainda garantiu que não será necessária outra interdição da UPA para tal.

A chuva causou o desabamento de 4 metros quadrados do teto da unidade. Por conta da grande quantidade de fezes de pombos que caiu no chão, foi necessária a interdição da UPA. Foram instaladas telas para impedir a entrada de pombos no local.

Os médicos foram remanejados para outras unidades de saúde, principalmente para as UPAs dos bairros Guanandi e Coronel Antonino. Durante o período de interdição, vários campo-grandenses se queixaram de superlotação em outras unidades de saúde. Nesta quarta, a UPA está em pleno funcionamento.  

Jornal Midiamax