Suspeito por assassinato no Colibri era ex-cunhado da vítima

Uma das irmãs Amarildo Flávio Tomasin, de 42 anos, contou a equipe do Midiamax que era vítima de abuso do próprio irmão, que foi morto na noite desta quinta-feira (14), em frente à casa da ex-esposa, na Rua João Trivelato, no Jardim Colibri, região sul de Campo Grande. “Ele é cheio de rolo, além de […]
| 15/08/2014
- 14:51
Suspeito por assassinato no Colibri era ex-cunhado da vítima

Uma das irmãs Amarildo Flávio Tomasin, de 42 anos, contou a equipe do Midiamax que era vítima de abuso do próprio irmão, que foi morto na noite desta quinta-feira (14), em frente à casa da ex-esposa, na Rua João Trivelato, no Jardim Colibri, região sul de Campo Grande.

“Ele é cheio de rolo, além de ter abusado de mim e das minhas irmãs, ele fazia ameaças constantes a nós”, conta a irmã da vítima, que teve o nome preservado

Amarildo foi atingido por pancadas na cabeça, além de tiros no tórax. Um dos envolvidos pelo homicídio é o ex-cunhado da vítima, Wesley Camargo Fidêncio, de 27 anos. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas a vítima morreu no local.

Conforme informações da polícia, Amarildo tinha diversas passagens criminais, dentre elas, de estelionato. No local do crime, os policiais encontraram uma das armas do homicídio doloso, com intenção de morte. Um pé de cabra que foi apreendido. A outra, uma arma de fogo, que foi levada pelo ex-cunhado da vítima durante a fuga.

Últimas notícias