Geral

SP: fios de cabelo são transformados em diamantes personalizados

Existem algumas formas de se tentar eternizar uma pessoa amada, seja com uma tatuagem, uma estátua ou retratos. Porém, em Santos, no litoral de São Paulo, algumas pessoas procuram fazer isso de uma maneira mais luxuosa e sofisticada, por meio de uma joia que dura várias gerações: o diamante. Esse diamante é feito com um […]

Arquivo Publicado em 06/08/2014, às 12h56

None
1037477641.jpg

Existem algumas formas de se tentar eternizar uma pessoa amada, seja com uma tatuagem, uma estátua ou retratos. Porém, em Santos, no litoral de São Paulo, algumas pessoas procuram fazer isso de uma maneira mais luxuosa e sofisticada, por meio de uma joia que dura várias gerações: o diamante.


Esse diamante é feito com um fio de cabelo, dessa forma, o produto é personalizado e exclusivo. Segundo o gerente comercial Antonio Lascane, o processo de criação do diamante pelos fios leva cerca de 120 dias. “O processo em si depende do tipo e tamanho do diamante. Mandamos os fios para a Espanha e o procedimento dentro da máquina leva de 15 a 30 dias”, relata.


Lascane explica como funciona o método. “A gente faz a coleta de algumas gramas de cabelo, colocamos em um envelope lacrado e etiquetamos com a assinatura do dono do material. Esse cabelo vai ao forno para a carbonização. Nessa etapa a granulação ainda é grossa, então ele é macerado, colocado em uma prensa de alta pressão e, quando sai, é uma pastilha de carbono. Essa pastilha então vai para as máquinas, que iniciam o processo de transformação em diamante”, diz.


O gerente de marketing afirma que é possível fazer o processo com o cabelo de pessoas que já faleceram, com pelos e penas de animais, mas que geralmente as pessoas preferem celebrar a vida. “Um aniversário de 15 anos, bodas de ouro ou batizado. Nós tivemos um caso interessante, de avós que juntaram o cabelo deles e deram para a neta de 15 anos. Tem um cliente que tem um cavalo puro sangue, ele fez um chaveiro de ouro simulando os olhos do cavalo em diamante, a partir do pelo do animal”, lembra.

Pelé


Em parceria com uma empresa, Pelé juntou fios de cabelo por dois anos para arrecadar a quantidade suficiente para a criação de 1.283 diamantes, referentes a cada gol de sua carreira no futebol.


Segundo o gerente comercial da empresa Brilho Infinito, Samuel Vieira Gomes de Freitas, os diamantes do Pelé são divididos em três categorias, e cada um terá um preço. “Os diamantes serão produzidos na cor amarelo-real, que representa a seleção brasileira. O de meio quilate custará a partir de U$ 7.900; o intermediário, de 70 pontos, vai custar a partir de U$ 15.500; e o maior diamante, de um quilate, vai depender do gol. Tem gol que custa a partir de U$ 45 mil. Mas, como serão leiloados, a expectativa é que chegue até a U$ 100 mil”, diz.


Samuel explica ainda que serão apenas 10 diamantes de um quilate, referentes aos principais gols de Pelé. “Os de um quilate representam os 10 gols mais emblemáticos da carreira de Pelé, como o gol 1.000 e o primeiro, por exemplo. Vem a data da partida e no site vai ter a história de cada um desses gols. A ideia é a exclusividade do produto. Cada um terá um diamante referente a um gol”, conta.


A ideia do projeto veio do empresário de Santos, Pepe Alstut. “A ideia surgiu pela minha amizade com Pelé, conversando com ele tive a ideia de eternizá-lo em definitivo, em diamantes, por meio dos mais de 1.000 gols que ele fez na carreira. Ele adorou a proposta e ficou me cobrando. Aliás, o primeiro diamante de cabelo da América Latina foi do Pelé’, finaliza.

Jornal Midiamax