Geral

Sensor flexível poderá ser usado em fraldas para indicar hora da troca

Pesquisadores japoneses desenvolveram um sensor flexível capaz de transmitir dados e receber carga sem o uso de fios. O protótipo da novidade apresentada nesta segunda-feira (10) identifica umidade, pressão, temperatura e outros fenômenos que causam mudanças na resistência elétrica, segundo Takao Someya, da Universidade de Tóquio. Por causa dessas características, o sensor poder...

Arquivo Publicado em 10/02/2014, às 15h06

None
516351889.jpg

Pesquisadores japoneses desenvolveram um sensor flexível capaz de transmitir dados e receber carga sem o uso de fios. O protótipo da novidade apresentada nesta segunda-feira (10) identifica umidade, pressão, temperatura e outros fenômenos que causam mudanças na resistência elétrica, segundo Takao Someya, da Universidade de Tóquio.


Por causa dessas características, o sensor poderia ser usado, por exemplo, em fraldas: ele enviaria um alerta indicando a hora da troca. Outra possibilidade seria colocá-lo diretamente sobre a pele de pacientes de hospital, para medir sua temperatura e batimentos cardíacos.


Segundo a agência de notícias France Presse, o circuito integrado usa materiais orgânicos. Ele pode ser “impresso” em uma única folha de plástico, e o custo de produção ficaria em poucos centavos de dólares.


Os pesquisadores querem reduzir o consumo de energia da invenção antes que ela seja disponibilizada no mercado. Outra melhora planejada por eles é expandir o campo de transmissão de dados – atualmente, o equipamento que captura as informações precisa ficar muito perto do sensor.

Jornal Midiamax