Geral

Senado usa meme do Batman para ‘puxar orelha’ de quem espalha mentiras no Facebook

A página do Senado no Facebook usou nesta terça-feira (10) um meme famoso entre os internautas para alertar a população sobre a veiculação de notícias mentirosas envolvendo projetos votados. Na imagem publicada, o super-herói Batman aparece dando um tapa no rosto de seu colega Robin por este afirmar que foi aprovado no Senado um suposto projeto […]

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 15h15

None
905176289.jpg

A página do Senado no Facebook usou nesta terça-feira (10) um meme famoso entre os internautas para alertar a população sobre a veiculação de notícias mentirosas envolvendo projetos votados.

Na imagem publicada, o super-herói Batman aparece dando um tapa no rosto de seu colega Robin por este afirmar que foi aprovado no Senado um suposto projeto que instituía a bolsa-prostituição.

Segundo a assessoria do Senado, a intenção é fazer com que as pessoas se preocupem em checar a veracidade da notícia antes de publicá-la e encontraram no meme uma forma divertida, mas ao mesmo tempo educativa para fazer isso.

“Para fazer um alerta sobre a distribuição de notícias falsas, buscamos um meme que fosse popular na internet e que tivesse a característica de “chamar a pessoa para a realidade”, com objetivo de esclarecer a população sobre a importância de checar todas as informações antes de disseminá-las. A finalidade é educativa e noticiosa. A ideia também foi usar uma linguagem moderna e adequada ao meio”.

O desenho original, publicado na revista World’s Finest de 1965 segundo o site ”Know Your Meme”, sugeria uma ”realidade alternativa” para a história original do homem-morcego, mas o tapa de Batman em Robin acabou servindo para as pessoas extravasarem broncas e fazerem piadas com situações do cotidiano.

Questionada a respeito dos direitos autorais da imagem utilizada, a assessoria avalia que “o caso se encaixa no conceito de fair use: uso de uma parte pequena da obra para fins não lucrativos e com objetivo educacional“.


Polêmico projeto

De acordo com o boato uma proposta polêmica, de autoria da senadora Maria Rita, do Partido dos Trabalhadores teria sido aprovada por maioria de votos. O projeto de lei previa um auxílio de R$ 2 mil mensais para garotas de programa.

O objetivo da bolsa seria dar às mulheres a possibilidade de ter uma vida mais digna e dar mais qualidade ao atendimento, já que a mulher teria possibilidade de frequentar academias e fazer tratamentos estéticos.

No texto que circula por redes sociais, há a informação de que a revista Veja deu a matéria no dia 18 de novembro de 2013.

(Matéria editada as 13h10 para correção de informações)

Jornal Midiamax