Geral

Samu demora três vezes o previsto para atender homem na Câmara Municipal

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) demorou 21 minutos, a partir do momento que foi acionado por telefone, para chegar até a Câmara Municipal de Campo Grande, onde um homem passou mal durante audiência pública sobre a rede pública de saúde da Capital. A ambulância do Samu chegou ao local às 12h21. A […]

Arquivo Publicado em 28/08/2014, às 15h35

None

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) demorou 21 minutos, a partir do momento que foi acionado por telefone, para chegar até a Câmara Municipal de Campo Grande, onde um homem passou mal durante audiência pública sobre a rede pública de saúde da Capital.

A ambulância do Samu chegou ao local às 12h21. A ligação com o pedido de socorro foi feita ao meio-dia, segundo testemunhas.

Informações oficiais sobre o Samu apontam que o tempo de espera, em Campo Grande, é de sete minutos, em média. Até o fechamento deste texto, às 12h34, o homem identificado como Ivaldo Vieira da Silva, 45 anos, continuava na ambulância, na Câmara, onde estaria sendo decidido para onde ele seria levado.

Mais cedo, o próprio secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, falava no plenário sobre as ações da Prefeitura no setor. Entre elas, destacou o aumento no número de viaturas do Samu.

Quando a atual gestão assumiu, em março deste ano, de dez ambulâncias disponíveis no Samu, quatro estavam em funcionamento. As demais, paradas.

A atual gestão conseguiu, em Brasília (DF), mais viaturas para o Samu, lembrou o secretário. Foram oito novos veículos, dos quais quatro efetivamente foram enviados à cidade e estão operando, até o momento.

* texto atualizado às 12h47 para acréscimo de informações 



Jornal Midiamax