Geral

Rock altenativo é atração do Som da Concha do próximo domingo

Arte autoral das bandas U.S.K e Ignis BR é atração do Som da Concha, projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, do próximo domingo (8). A Concha Acústica Hellena Meireles está localizada no Parque das Nações Indígenas e os shows, gratuitos, começam às 18h U.S.K Rock Brasil nasceu em Campo Grande como […]

Arquivo Publicado em 05/06/2014, às 21h52

None

Arte autoral das bandas U.S.K e Ignis BR é atração do Som da Concha, projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, do próximo domingo (8). A Concha Acústica Hellena Meireles está localizada no Parque das Nações Indígenas e os shows, gratuitos, começam às 18h

U.S.K Rock Brasil nasceu em Campo Grande como “USKaradabanda”. Doguinha (voz e guitarra), Rafael Minhoca (baixo), Brunão (bateria), Gustavão (percussão) e Bob (guitarra solo) unem melodias e letras ousadas em um som avesso a modismos e tendências, tendo como referência bandas com espírito independente.

Em suas composições se destacam influências diversas e contagiantes como samba-rock, reggae, soul-funk, ska, folk, hard-rock, rock inglês, hardcore e pop-rock. Uma mistura que já garantiu apresentações em diferentes palcos, passando por festivais, casas noturnas, rádios, TVs, festas particulares.

Através do som autoral inspirado e que foge do lugar comum, a banda mergulha e vive a verdadeira essência do rock: tocar o que gosta, agradar quem se identifica e ter atitude frente à mesmice das rádios e da TV.

A Ignis BR já percorre a estrada há 15 anos. Uma idéia “das antigas” nascida de cabeças vindas direto do centro da periferia de Campo Grande. Wellington Perdomo “Leitão” (vocal), Muriel Costa “Curumex” (violão e voz), Erich Ricardo (guitarra e efeitos), Fábio Caetano (baixo e voz) e Matheus (bateria) buscam em suas melodias as belezas e as verdades da vida.

A pegada da banda, denominada pelos músicos como “rapcorealternativa”, é uma grande mistura autodidata. Nela estão incluídos hardcore, ragga, samba rock, reggae, rap e rock. Uma salada muito bem temperada com letras fortes que lidam com o cotidiano com simpatia, sem perder o engajamento social. Afinal de contas quem representa a periferia tem que se manter fiel aos princípios e ser uma voz ativa.

Com três discos já produzidos – “www.ignisbr.com”, “O Novo Dá Medo” e o ultimo, “IGNISÇÃO” – a banda levará ao palco do Som da Concha a experiência de ter participado de projetos como o Talentos de Nossa Terra volume 9, da 5° edição do Kit Difusão Musical (ambos da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e de ter vencido o Festival Canta Segredo na categoria Rock.

Também acumulam “milhagem” em apresentações em programas de TV como Oficina de Ideias, Estúdio 104, Estação Cultura e shows nos projetos Rock no Horto, Cenasom e claro, o próprio Som da Concha, considerado um divisor de águas pelos músicos.

Som da Concha

O projeto conta com o apoio da 104 FM Rádio MS e da TV Brasil Pantanal, que transmitirá os shows ao vivo para todo o Estado pelo canal 4 da TV aberta. O Som da Concha prevê apresentações musicais em domingos alternados no Parque das Nações Indígenas.

Serviço

A Concha Acústica Helena Meirelles fica na Rua Antonio Maria Coelho, 6000. Mais informações pelo telefone (67) 3314-2030. A entrada para os shows é franca.

Jornal Midiamax