Geral

Reinaldo diz que a omissão do governo federal etimulou conflito indígena em MS

Candidato a governador, deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), criticou a omissão do governo do PT que estimulou o conflito agrário em Mato Grosso do Sul nos últimos 12 anos. O tucano esteve em Amambai, na sexta-feira (8), onde se reuniu com lideranças indígenas. “Não temos que criar um estado de conflito. Nós somos uma família […]

Arquivo Publicado em 09/08/2014, às 14h38

None

Candidato a governador, deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), criticou a omissão do governo do PT que estimulou o conflito agrário em Mato Grosso do Sul nos últimos 12 anos. O tucano esteve em Amambai, na sexta-feira (8), onde se reuniu com lideranças indígenas.


“Não temos que criar um estado de conflito. Nós somos uma família só. Nós vivemos aqui e ninguém tem que tirar direito de ninguém, criando conflitos entre índios e produtores. O governo do PT que estimula essa briga e nós temos que resolver esse problema de uma vez por todas”, afirmou Reinaldo.


O tucano lembrou do encontro realizado na sede da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), na última quarta-feira (6), quando o candidato a presidente Aécio Neves (PSDB) se comprometeu a encontrar um fim para o conflito agrário.


“Só tem perdedor nessa briga. O indígena perde porque está dentro da aldeia sem apoio governamental de uma boa saúde, de educação e de poder produzir e preservar sua cultura. O produtor perde porque não consegue trabalhar e gerar oportunidades e riquezas nessa região”, ressaltou.


Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Amambai é a cidade sul-mato-grossense que tem a maior população indígena, 7.225. “Eles querem escola, internet, saúde, educação, formar os filhos e cursarem uma faculdade. Eles querem produzir e nós temos que ajudar. Queremos que a paz reine nos campos de Mato Grosso do Sul”, acrescentou.


Reinaldo foi a Amambai acompanhado da candidata à vice-governadora Professora Rose (PSDB) e do candidato a senador Antonio João (PSD).

Jornal Midiamax