Geral

Procissão de Corpus Christi atrai multidão de católicos em Campo Grande

Depois da celebração da missa de Corpus Christi nesta quinta-feira (19), a Polícia Militar estima que mais de 15 mil pessoas participaram da procissão sobre o tapete que se estendeu por toda a Rua 14 de Julho, até a Avenida Fernando Corrêa da Costa. A procissão liderada pelo arcebispo da Arquidiocese de Campo Grande, dom Dimas Lara Barbosa, saiu do […]

Arquivo Publicado em 19/06/2014, às 21h17

None
1303743972.jpg

Depois da celebração da missa de Corpus Christi nesta quinta-feira (19), a Polícia Militar estima que mais de 15 mil pessoas participaram da procissão sobre o tapete que se estendeu por toda a Rua 14 de Julho, até a Avenida Fernando Corrêa da Costa.

A procissão liderada pelo arcebispo da Arquidiocese de Campo Grande, dom Dimas Lara Barbosa, saiu do cruzamento da 14 de Julho com a Avenida Mato Grosso e percorreu aproximadamente 1,5 quilômetros sobre o tapete de Corpus Christi, confeccionado por 3 mil fiéis de 35 paróquias da Capital.

Missa

Fé e devoção marcaram a celebração da missa campal. Comemorado desde a idade média, no ano de 1200, para os católicos a data simboliza o amor de Cristo.

O padre da Paróquia Nossa Senhora da Abadia, Agenor Martins da Silva, diz que a celebração prova a fé dos devotos. “Vivemos a presença da Eucaristia todos os dias, e hoje trazemos essa fé para as ruas”, disse.

Entre a multidão, Rutilongo Vieira, de 79 anos, acompanhou todos os momentos. Em uma das mãos ela carregava uma máquina de fotografia e na outra, segurava um terço. Membro da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro há 40 anos, ela se lembrou de um dos piores momentos de sua vida.

Vítima de câncer de mama, Rutilongo se apegou à fé para superar a doença. “Tive que me enraizar em Cristo e este momento simboliza o grande amor que Deus tem por nossas vidas”, contou.

No palco onde a missa foi celebrada, um coral de 23 crianças carentes do Bairro Cidade de Deus emocionou a multidão. Os “Filhos da Misericórdia” com apenas duas músicas deixaram todos com lágrimas nos olhos.

Dom Dimas contou para os fiéis que a iniciativa de apresentar o grupo na missa ocorreu após receber uma homenagem das crianças durante uma visita à Comunidade São João Neumann, da Paróquia Nossa Senhora da Guia. 

Segundo a coordenadora do projeto, a ideia surgiu dentro do carro, enquanto levava as crianças para a missa e elas seguiam cantando.



Jornal Midiamax