Geral

Prefeitura quer suplementação de R$ 153 milhões para construção de 13 Ceinfs e macroanel

A Prefeitura de Campo Grande encaminhou à Câmara de Vereadores o terceiro projeto de suplementação da gestão de Gilmar Olarte, para destinar R$ 153,9 milhões do orçamento de 2014 para a construção de 13 Ceinfs (Centros de Educação Infantil) e conclusão da última etapa do macroanel. O projeto pode ser votado na sessão desta quarta-feira […]

Arquivo Publicado em 17/09/2014, às 11h49

None

A Prefeitura de Campo Grande encaminhou à Câmara de Vereadores o terceiro projeto de suplementação da gestão de Gilmar Olarte, para destinar R$ 153,9 milhões do orçamento de 2014 para a construção de 13 Ceinfs (Centros de Educação Infantil) e conclusão da última etapa do macroanel. O projeto pode ser votado na sessão desta quarta-feira (17).


Esta é a terceira suplementação, totalizando R$ 541,8 milhões, solicitada pela atual gestão. Segundo a assessoria da Prefeitura, o secretário de Planejamento, Finanças e Controle, André Scaff, afirmou que os remanejamentos foram necessários em virtude de  “uma série de falhas que deixou de contemplar várias ações prioritárias”.


Um dos projetos prevê a suplementação de R$ 52.693.000,00, valor que inclui R$ 4,6 milhões, para entrada em funcionamento do Centro Municipal Pediátrico; além de R$ 28 milhões para atender as despesas com a compra de material hospitalar; conclusão de obras e reformas de unidades básicas de saúde.


Na área de infraestrutura, abre dotação de R$ 8,8 milhões para as obras do macroanel; R$ 3 milhões para custear desapropriações nas regiões do Segredo, Cabaças e Bálsamo (2ª etapa); R$ 1,3 milhão para projetos do reoordenamento viário. Só no Bálsamo serão desapropriados 112 imóveis que abrirão espaço para o trajeto do prolongamento da Rua Victor Meireles no trecho entre a Avenida Gury Marques e a Avenida Guaicurus, proximidades do Museu José Antonio Pereira.


Outro projeto de suplementação – no valor de R$ 101.253.000,00 – abre dotação no valor de R$ 43,2 milhões para compra de mobiliário, merenda escolar e a construção de 13 centros de educação infantil: Jardim Seminário; Moreninha 2; Portal Panamá; Residencial Nelson Trad; Bosque Santa Mônica; Jardim Colorado; Nahisville, Serraville; Nova Lima, Vida Nova, Oscar Salazar e Nova Jerusalém.suplementação.


Foi aberta uma dotação de R$18,9 milhões para atender as despesas com a saúde e R$ 33,7 milhões para o Instituto Municipal de Previdência.

Jornal Midiamax