Geral

Postos de saúde devem contar com sistema de acesso gratuito de internet até dezembro

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), participou na tarde desta segunda-feira (11), na UPA do Coronel Antonino, da ativação do sistema Internet Morena, que vai permitir o acesso gratuito à internet em terminais de ônibus, na Praça Ary Coelho e em todas as unidades de saúde da Capital. Além do acesso por meio […]

Arquivo Publicado em 11/08/2014, às 20h25

None
1560171908.jpg

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), participou na tarde desta segunda-feira (11), na UPA do Coronel Antonino, da ativação do sistema Internet Morena, que vai permitir o acesso gratuito à internet em terminais de ônibus, na Praça Ary Coelho e em todas as unidades de saúde da Capital. Além do acesso por meio do sinal wi-fi, o programa municipal de democratização do acesso à internet conta com a instalação de totens informativos que permite o acesso ao site da Prefeitura.

Segundo o diretor-presidente do IMTI (Instituto Municipal de Tecnologia de Informação), Alessandro Menezes, o sistema vai proporcionar mais conforto ao usuário do sistema municipal de saúde, enquanto espera nos postos de saúde. “O que hoje já existe nos consultórios particulares estamos trazendo para a rede pública. Enquanto o paciente aguarda, ele poderá acessar a internet pelo celular, pelo tablet, e navegar nas redes sociais, e com os totens, ter acesso as informações da Prefeitura”, afirmou Menezes.

O diretor-presidente do IMTI informou que os totens serão instalados na UPA Vila Almeida, e garantiu que até o fim do ano, todas as unidades de saúde contarão com o sistema de acesso à internet.

Gilmar Olarte ressaltou a importância de democratizar a internet para que os usuários do sistema municipal de saúde possam resolver suas demandas pessoais enquanto aguardam. O chefe do Executivo municipal afirmou que os totens estavam na Prefeitura há dois anos.

Sobre isso, Alessandro Menezes pontuou que os terminais de ônibus já possuem o sinal wi-fi, porém, sem os totens. “Esses totens são patrimônio da prefeitura e estavam parados”, disse o diretor-presidente do IMTI. O prefeito afirmou que o objetivo é que, no futuro, pacientes possam agendar consultas por meio dos totens.

Quem estava no UPA do Coronel Antonino aprovou a iniciativa, mas com ressalvas. Para a dona de casa Luara Alves Camargo, 21 anos, mãe de três crianças, o recurso tecnológico é bem vindo, mas reclama da ausência de médicos nos postos de saúde. Moradora do Bairro Jardim Tarumã, a dona de casa recorreu à unidade de saúde porque onde mora não há pediatras. “É bom, mas antes de colocar tecnologia, poderíamos ter mais médicos”, observou Luara enquanto acessava o sistema de informação.

Durante a ativação do sistema, Jamal Salem, secretário municipal da Saúde, enfatizou que no UPA Coronel Antonino são oito clínicos gerais e cinco pediatras, porém, a demanda é intensa uma vez que 30% do atendimento são para pacientes que vêm de outros municípios.

A Prefeitura abriu processo seletivo para a contratação de 513 médicos e 50 enfermeiros.



Jornal Midiamax