Geral

População de MS se divide entre a raça branca e a parda; indígenas não representam 1%

A população de Mato Grosso do Sul, segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), se divide entre a raça branca e a parda. O povo indígena não representa nem 1% e quase empata com os descendentes orientais. Conforme o levantamento, 46,16% da população residente no Estado é da raça branca. O índice é […]

Arquivo Publicado em 18/09/2014, às 14h37

None

A população de Mato Grosso do Sul, segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), se divide entre a raça branca e a parda. O povo indígena não representa nem 1% e quase empata com os descendentes orientais.


Conforme o levantamento, 46,16% da população residente no Estado é da raça branca. O índice é menor que o dos pardos que representam 46,91%. Ao todo, 067% são indígenas que quase empata com os descendentes orientais – raça amarela – que são 0,80%. Ainda foi citada no levantamento a raça preta, que significa 5,43% da população.


Os dados regionais seguem os nacionais, conforme a pesquisa. Num universo de mais de 200 milhões de pessoas no Brasil, 46,10% são brancas e 45% pardas. Os negros representam 8,10% e as demais raças somam 0,80%.


Os dados são da PNAD, divulgada, nesta quinta-feira (18), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

Jornal Midiamax