Geral

PMA autua 31 pessoas e aplica R$ 125 mil em multas durante a Operação Carnaval

A Operação Carnaval da PMA (Polícia Militar Ambienta) começou na sexta-feira (28 de fevereiro) e seguiu até hoje. Ao todo foram autuadas 31 pessoas e empresas, quase o dobro da operação do ano passado, quando foram 17 autuados. Das autuações, 22 foram por pesca ilegal, sendo 10 pessoas autuadas em flagrante por pesca predatória e […]

Arquivo Publicado em 06/03/2014, às 12h00

None
1017494519.jpg

A Operação Carnaval da PMA (Polícia Militar Ambienta) começou na sexta-feira (28 de fevereiro) e seguiu até hoje. Ao todo foram autuadas 31 pessoas e empresas, quase o dobro da operação do ano passado, quando foram 17 autuados. Das autuações, 22 foram por pesca ilegal, sendo 10 pessoas autuadas em flagrante por pesca predatória e 12 por pescar sem licença, o que não é crime ambiental, mas somente infração administrativa.

Além disso, os militares flagraram sete tipos de transporte de produtos perigosos sendo transportado de forma irregular, sendo apreendidos só em combustíveis 188 mil litros. Houve também registro de incêndio em pastagem e uma por maus-tratos a animais.

Já a quantidade de pescado apreendida foi de 40 quilos, contra 30 da operação realizada no ano passado. Outros seis foram presos sem que tivessem tempo de capturar nenhum peixe. Além disso, os policiais informaram que, a quantidade de petrechos de pesca proibidos manteve-se dentro dos números das operações anteriores. O número de embarcações e motores de popa foram muitos superiores a todas as operações, desde 2007.

Neste ano foram apreendidos dez barcos e 325 anzóis de galho, diferente de sete anos atrás, onde foram três barcos e 158. Ao todo, a PMA aplicou multas que somaram R$ 124.970,00, ou seja, quase igual à operação anterior que foi de R$ 123.160,00.

A ação contou com um reforço ao efetivo nas cidades com tradição carnavalesca, que coincidentemente também têm rios e tradição pesqueira. Além da pesca, as 25 Subunidades desenvolveram também barreiras e combate e prevenção ao desmatamento e carvoarias irregulares, exploração ilegal de madeira, com visitas às propriedades rurais, bem como combate aos crimes contra a fauna, poluição e outros crimes ambientais.

Jornal Midiamax