Geral

Peemedebistas falam em barrar apoio a Dilma caso PT confirme aliança com PSDB em MS

Com a possibilidade de que a aliança entre o PT e o PSDB se firme em Mato Grosso do Sul, deputados peemedebistas já planejam uma possível derrubada de apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT). Tal decisão vai contra o que o governador André Puccinelli, maior líder do PMDB, vem pregando, quando afirma que […]

Arquivo Publicado em 10/04/2014, às 17h03

None

Com a possibilidade de que a aliança entre o PT e o PSDB se firme em Mato Grosso do Sul, deputados peemedebistas já planejam uma possível derrubada de apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Tal decisão vai contra o que o governador André Puccinelli, maior líder do PMDB, vem pregando, quando afirma que ele fará palanque para Dilma em agradecimento às ações dela pelo Estado.

“Se a aliança PT com PSDB fechar formalmente daí teremos que rever, porque senão todos viram nossos adversários”, comentou o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB).

Para o deputado estadual Carlos Marun (PMDB), esta aliança seria esdrúxula e sem coerência. “Se fechado aliança não há como evitar a discussão. Não dá para apoiar a Dilma. O PSDB não acredita no Aécio [Neves – nome do PSDB à presidência], porque senão não estaria menosprezando Mato Grosso do Sul. Se acreditasse a aliança seria outra e não PT-PSDB”, finalizou Marun.

Jornal Midiamax