Geral

Para ser candidata, Simone não pode assumir o governo e corre o risco de ter que renunciar

Por conta do desejo de ser candidata, a vice-governadora Simone Tebet (PMDB) está impedida de assumir o comando do Poder Executivo e corre o risco de ter que renunciar ou viajar para o exterior caso o governador André Puccinelli precise se licenciar por motivo de saúde ou precise viajar para o exterior. “Eu viajo junto […]

Arquivo Publicado em 07/04/2014, às 15h12

None

Por conta do desejo de ser candidata, a vice-governadora Simone Tebet (PMDB) está impedida de assumir o comando do Poder Executivo e corre o risco de ter que renunciar ou viajar para o exterior caso o governador André Puccinelli precise se licenciar por motivo de saúde ou precise viajar para o exterior.


“Eu viajo junto ou renuncio o cargo de vice, mas isso só se ele for para o exterior. Ele pode viajar para São Paulo, por exemplo, e nada muda. Eu só precisaria assumir no caso de viagem externa ou doença onde precise de licença, mas o governador tem uma saúde de ferro”, explicou a vice-governadora ao Midiamax.


A legislação não permite que Simone apenas se declare impedida de assumir o governo. Como vice-governadora ela recebe o salário de R$ 21.373,02.


Filha de Ramez Tebet (1936-2006), Simone é pré-candidata ao Senado e sonha em seguir os mesmos passos do pai.




Jornal Midiamax