Geral

Palmeiras confirma veto e acusa Neto de “ataques gratuitos e irresponsáveis”

O apresentador Neto, da TV Bandeirantes, foi duramente criticado pelo Palmeiras na tarde desta quarta-feira. Após o ex-jogador comentar ao vivo, em tom irônico, que a assessoria palmeirense teria impedido a aparição de jogadores da equipe alviverde na atração “Donos da Bola”, o clube paulista se defendeu em nota oficial, na qual confirmou a “recomendação” […]

Arquivo Publicado em 05/02/2014, às 21h46

None

O apresentador Neto, da TV Bandeirantes, foi duramente criticado pelo Palmeiras na tarde desta quarta-feira. Após o ex-jogador comentar ao vivo, em tom irônico, que a assessoria palmeirense teria impedido a aparição de jogadores da equipe alviverde na atração “Donos da Bola”, o clube paulista se defendeu em nota oficial, na qual confirmou a “recomendação” aos jogadores e também aproveitou para atacar o ídolo corintiano.

A nota divulgada através do site oficial da agremiação já começa em tom crítico a Neto. O Palmeiras se defende da informação de vetar jogadores e diz que a ação, confirmada na nota, foi uma forma de proteger o clube e a torcida de “constrangimentos e informações inverídicas recorrentemente divulgadas pelo apresentador”.

Durante o fim do programa Donos da Bola desta quarta, Neto atacou a atitude da assessoria palmeirense, a qual chamou de exercer uma “ditadura”.

“A diretoria do Palmeiras através do presidente Paulo Nobre e do assessor Fernando Mello, que já foi do Kia (Joorabchian) durante muito tempo, vetou a participação de jogadores do clube no nosso programa. Em respeito à enorme torcida palmeirense, continuaremos opinando e lutando contra a censura imposta por quem hoje governa o Palmeiras. O ‘Donos da Bola’ não é refém de clube nenhum, muito pelo contrário, sempre vai colocar atletas de todas as equipes aqui como sempre fizemos. Então parabéns pela ditadura”, leu o apresentador.

Em resposta, o Palmeiras acusou o ex-jogador de uma série de tentativas de criar “informações falsas e factoides que só serviriam para tumultuar o ambiente de tranquilidade vivido no clube” desde o início da gestão de Paulo Nobre. O time alviverde ainda alega ser vítima de “ataques gratuitos, sensacionalistas, irresponsáveis e deselegantes” do apresentador.

No ataque contra Neto, a equipe da capital paulista ainda lembra um caso da fase final da Série B, chamado na nota oficial de uma das “barrigas jornalísticas” do ídolo corintiano. Na época, o apresentador anunciou que o treinador Vanderlei Luxemburgo seria contratado pela equipe alviverde.

A assessoria diz que confrontou o ex-jogador, que teria pedido a presença de Paulo Nobre no programa. Os responsáveis pela comunicação do clube negaram a requisição, sob a afirmação de que não querem ver o Palmeiras ser tratado como “um trampolim para um anedótico programa de TV obter audiência a qualquer custo”.

Jornal Midiamax