Geral

“Nada é comparável a um título mundial”, diz técnico da Espanha

O treinador da seleção espanhola, Vicente del Bosque, disse em uma entrevista divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Le Parisien que, mesmo após ter participado de grandes partidas e campeonatos ao longo de sua carreira, “nada é comparável a um título mundial”. Del Bosque, que nesta sexta-feira estreia com a seleção espanhola na Copa do Mundo […]

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 15h49

None

O treinador da seleção espanhola, Vicente del Bosque, disse em uma entrevista divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Le Parisien que, mesmo após ter participado de grandes partidas e campeonatos ao longo de sua carreira, “nada é comparável a um título mundial”.


Del Bosque, que nesta sexta-feira estreia com a seleção espanhola na Copa do Mundo contra a Holanda, acredita que os jogadores da “Fúria”, a atual campeã mundial, não estão acomodados pelas vitórias acumuladas.


“Vejo o esporte como uma atividade muito curta, onde tudo acontece muito rápido. Todos os jogadores devem dar sempre o máximo porque sua carreira passa muito rápido. É preciso enfrentar cada competição como se fosse a última. Se você pensa assim, não se cansa”, disse o técnico.


A Espanha, na opinião de Del Bosque, não parte como a grande favorita. “Há uma dúzia de seleções que podem vencer este Mundial. E o Brasil é, sem dúvida, o principal favorito. Além disso, o fato de jogar em casa é uma vantagem”.


Del Bosque destacou que o fato de contar com jogadores que atuam no exterior é uma vantagem para a seleção espanhola.


“Isso ajudou muito para que eles conseguissem coisas novas, para que não tenham um sentimento de inferioridade em relação a outros países. Mentalmente, permitiu superar certo complexo histórico que a equipe poderia ter”.


Além disso, o técnico se mostrou confiante que a Espanha possa surpreender, apesar de seu estilo de jogo ser bem conhecido por seus adversários, e espera que seus jogadores se mantenham tão fortes quanto em competições anteriores e lutem “pelo quarto título consecutivo”.

Jornal Midiamax