Geral

Na estimativa, Delcídio deve ter 3 minutos a mais que Azambuja e quase o dobro de Trad

O senador Delcídio do Amaral, pré-candidato ao governo pelo PT, constrói a maior aliança e, consequentemente, o maior tempo de TV. O petista tem três minutos a mais que o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) e quatro a mais do que o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB). Até o momento, estão no “busão” […]

Arquivo Publicado em 09/06/2014, às 16h37

None

O senador Delcídio do Amaral, pré-candidato ao governo pelo PT, constrói a maior aliança e, consequentemente, o maior tempo de TV. O petista tem três minutos a mais que o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) e quatro a mais do que o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB).


Até o momento, estão no “busão” de Delcídio dez partidos: Pros, PSL, PV, PRP, PDT, PTC, PCdoB, PR, PTB e PP. Somado o tempo dos aliados com o do PT e considerando sete pré-candidaturas ao governo postas, o petista tem nove minutos e 26 segundos de tempo de TV.


Na chapa majoritária, já ficou definido que o também petista Ricardo Ayache disputará o Senado. O nome para a vaga de vice será definido pelo PR. O partido só divulgará no dia da convenção, no próximo dia 27 de junho.


Azambuja vem em seguida com seis minutos e seis segundos. Compõem o arco de aliança do tucano quatro siglas: PSD, DEM, PPS e Solidariedade. O PSD decidiu indicar o presidente regional do partido, Antonio João Hugo Rodrigues, para a vaga de senador. O vice ainda está sendo discutido entre o SDD e o DEM.


O pré-candidato ao governo pelo PMDB, ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad, aparece em terceiro maior tempo de TV. Aliança com PRB, PSB, PRTB e PTdoB, o peemedebista soma cinco minutos e 32 segundos. As vagas da majoritária foram preenchidas pela vice-governadora Simone Tebet, do próprio PMDB, que disputará o Senado, e o vice será do PSB. A sigla ainda não definiu o nome.


Outros partidos como PSTU, Psol, PCB e PTN também pretendem disputar a sucessão estadual. Com exceção do Psol que terá um minuto e 32 segundos de tempo de TV, os demais terão apenas o um terço do tempo dividido igualitariamente entre os postulantes: um minuto e 26 segundos.


Sete partidos ainda faltam se coligar: PEN, PPL, PCO, PSDC e PSC. Este último tem um tempo considerável de TV, 24 segundos. O PMN tem seis segundos e o PSDC, dois segundos. Os demais não possuem tempo para somar à propaganda eleitoral.


O tempo apresentaado é uma estimativa, o cálculo oficial será feito pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Jornal Midiamax