Geral

MS teve outra semana com muitos casos de violência doméstica e mortes de mulheres

Estudando direito, trabalhando como gerente de uma loja, tentando ter uma nova vida na cidade de Três Lagoas. Assim era a jovem naviraiense Jociely Pinheiro, de 22 anos. Na madrugada da última quinta-feira (13), ela teve a vida interrompida pelo ex-namorado Roberto Dantas da Rocha, que a assassinou com várias facadas e feriu gravemente o […]

Arquivo Publicado em 16/02/2014, às 17h48

None

Estudando direito, trabalhando como gerente de uma loja, tentando ter uma nova vida na cidade de Três Lagoas. Assim era a jovem naviraiense Jociely Pinheiro, de 22 anos. Na madrugada da última quinta-feira (13), ela teve a vida interrompida pelo ex-namorado Roberto Dantas da Rocha, que a assassinou com várias facadas e feriu gravemente o atual namorado dela, Luciano Gomes da Silva. Depois de cometer o crime, Roberto fugiu e confessou na rede social Facebook que havia matado a ex-namorada.

” Me perdoa todos…o que eu fiz nao justifica….mas ela dizia q nao tinha ninguem…e eu cheguei ela estava com outro…me desculpa…eu larguei de minha familia por causa dessa guria…e desde de entap ela brinca comigo…me perdoa…parentes e amigos…nao qro q nin guem va me visitar…a partir de hj…qro ser esquecido ou sei la o q?”

Roberto permanece foragido e diz na confissão que não aguentou ver a ex-namorada em um novo relacionamento. Os ciúmes e a não aceitação do fim de relacionamento é a maior causa dos homicídios que tem mulheres como vítimas. De acordo com os dados do Comitê Estadual de Lei Maria da Penha, pelo menos 20 mulheres morreram no ano passado, em decorrência de violência doméstica. O número corresponde a 80% dos casos de homicídios de mulheres.

Em Campo Grande, a Delegacia Especializada em Proteção à Mulher (Deam) ainda procura por Francisco Ubirajara Marques, o Bira, 52 anos. Ele é acusado de assassinar Mauryani Melgarejo, 29 anos, no dia 18 de janeiro deste ano. Francisco era ex-marido da tia de Mauryani. Inconformado com o fim do relacionamento, ele ameaçou a família inteira e acabou assassinando Mauryani. 

Também na Capital, na madrugada da segunda-feira (10), o motorista Eliandro Ayala Antunes foi morto por um policial militar, atual namorado da ex-companheira dele. Eliandro tentou  invadir a casa dela no bairro Guanadi, fazendo ameaças com um revólver de brinquedo.

Já na madrugada da última quinta-feira (13), em uma chácara de Campo Grande, um homem de 39 anos espancou com socos e pontapés a namorada de 23 anos na festa de aniversário que a mulher preparou para ele. No sábado (15), uma jovem de 25 anos viveu momentos de terror em Coxim. O ex-marido tentou invadir a casa e foi necessário colocar a geladeira na porta. 

Ainda na madrugada de sábado, uma mulher de 35 anos atingiu o ex-marido com duas facadas para se defender de agressões. O caso aconteceu no bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Jornal Midiamax