Moradores sofrem com mau cheiro de carcaças de animais abandonadas e lixo

Os moradores do final da Rua Francisco Pain, no bairro Estrela Park, têm convivido com uma situação desagradável, o mau cheiro causado pelo acúmulo de lixo em um terreno que fica às margens da BR-163, no macroanel rodoviário. Na tarde desta quinta-feira (14), além de resto de construção, havia uma grande quantidade de carcaças de […]
| 15/08/2014
- 22:08
Moradores sofrem com mau cheiro de carcaças de animais abandonadas e lixo

Os moradores do final da Rua Francisco Pain, no bairro Estrela Park, têm convivido com uma situação desagradável, o mau cheiro causado pelo acúmulo de lixo em um terreno que fica às margens da BR-163, no macroanel rodoviário. Na tarde desta quinta-feira (14), além de resto de construção, havia uma grande quantidade de carcaças de animais, possivelmente bovinos abatidos.

Segundo o funcionário público Francisco Júnior, de 34 anos, o local é frequentemente utilizado para descarte de resto de obras. Animais mortos também são jogados no local, o que causa mau cheiro que invade as casas.

O morador diz que já entrou em contato com a Prefeitura de Campo Grande e foi informado que a área seria limpa na data programada pelo cronograma de limpeza dos bairros. O problema é que a situação é recorrente e não se sabe se a área é particular ou de responsabilidade pública.

“Jogam bicho morto, sofás e o cheiro chega às casas. Ontem passei de moto e vi os ossos, mas esse cheiro que está aqui não é dos ossos ainda não. É de outros animais jogados aí”, diz o morador.

As ossadas jogadas a céu aberto atraíram os cachorros da vizinhança, que arrastaram os ossos pela rua. Ainda segundo Francisco, para não deixar que o lixo se acumule, ele e o vizinho da frente já pagaram para que máquinas fizessem a limpeza do terreno que eles não sabem de quem é. “Se não fizerem nada, vamos ter de morrer no bolso porque assim não vai dar para ficar”, diz.

De acordo com a assessoria da Prefeitura, em casos como os das carcaças os moradores devem ligar para a Vigilância Sanitária e denunciar o caso. O órgão vai dar prioridade para o problema na área. Para fazer a denúncia basta ligar no telefone 3314-9955.

Para a limpeza e retirada de lixo é necessário consultar o cronograma que a Prefeitura divulga todos os dias em seu site.

Últimas notícias