Geral

Monteiro acha ‘difícil’ PSDB fechar com PT e aponta terceira via como melhor alternativa

O presidente regional do PSDB, deputado estadual Márcio Monteiro, acha “difícil” que seu partido faça uma ‘aliança branca’ com o PT nestas eleições. Sem o aval de suas executivas nacionais para o acordo, aumentam as possibilidades de os tucanos lançarem candidatura própria em Mato Grosso do Sul. “Vamos continuar conversando com os partidos e construir […]

Arquivo Publicado em 03/05/2014, às 20h22

None

O presidente regional do PSDB, deputado estadual Márcio Monteiro, acha “difícil” que seu partido faça uma ‘aliança branca’ com o PT nestas eleições. Sem o aval de suas executivas nacionais para o acordo, aumentam as possibilidades de os tucanos lançarem candidatura própria em Mato Grosso do Sul.

“Vamos continuar conversando com os partidos e construir um outro projeto, que não seja com o PT”, pondera o dirigente local do PSDB. Se a aliança branca for descartada, o deputado federal Reinaldo Azambuja aponta como nome para encabeçar uma chapa tucana ao governo estadual.

A proposta do PT de Mato Grosso do Sul é lançar o senador Delcídio do Amaral ao governo, com Azambuja na disputa pelo Senado. O presidente do PSDB aposta que uma terceira via é mais interessante para seu partido.

Além de Delcídio, o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad já teve sua pré-candidatura confirmada pelo PMDB. “Sem sombra de dúvidas, este (a polarização da disputa PT e PMDB) é um fator considerável. Pode não ser decisório, mas tem muito peso, é uma das conjunturas favoráveis e a população quer isso”, analisa Monteiro.

O fracasso de uma aliança formal entre PT e PSDB no Estado foi admitido na tarde deste sábado (3) em nota oficial assinada por Delcídio e Azambuja. “Tal situação, porém, não impede que as executivas estaduais dos dois partidos continuem a conversar”, descreve trecho do documento.

Jornal Midiamax