Geral

Metade das famílias de MS sobrevive com até 3 salários mínimos

Metade das famílias de Mato Grosso do Sul sobrevive com até 3 salários mínimos, segundo pesquisa do Pnad 2013 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (18). De acordo com a pesquisa, das 908.000 famílias do Estado, 451.000 (49,66%) se sustentam com até três salários […]

Arquivo Publicado em 18/09/2014, às 18h52

None

Metade das famílias de Mato Grosso do Sul sobrevive com até 3 salários mínimos, segundo pesquisa do Pnad 2013 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (18).

De acordo com a pesquisa, das 908.000 famílias do Estado, 451.000 (49,66%) se sustentam com até três salários mínimos (R$ 2.172). Sobrevivem com até um salário mínimo 79.000 famílias (8,7%), 214.000 famílias (23,56%) com mais de 1 a 2 salários mínimos, e 158.000 (17,4%) com mais de 2 a 3 salários mínimos.

192.000 famílias (21,14%) vivem com mais de 3 a 5 salários mínimos, 149.000 famílias (16,4%) com mais de 5 a 10 salários mínimos, 48.000 (5,2%) com mais de 10 a 20 salários mínimos e 23.000 famílias (2,5%) se sustentam com mais de 20 salários mínimos. 21.000 famílias não têm rendimento (2,3%) e 23.000 não declararam o rendimento (2,5%).


Jornal Midiamax