Geral

Martino explica Neymar na reserva: “Sánchez estava mais preparado”

O técnico Tata Martino surpreendeu ao escalar Pedro, Alexis Sánchez e Cesc Fabregas entre os titulares, deixando Neymar no banco de reservas, na partida deste domingo, diante do Elche, pelo Campeonato Espanhol. No fim, a formação titular deu resultado e, com três gols do atacante chileno, o Barcelona goleou por 4 a 0, retornando à […]

Arquivo Publicado em 05/01/2014, às 20h35

None

O técnico Tata Martino surpreendeu ao escalar Pedro, Alexis Sánchez e Cesc Fabregas entre os titulares, deixando Neymar no banco de reservas, na partida deste domingo, diante do Elche, pelo Campeonato Espanhol. No fim, a formação titular deu resultado e, com três gols do atacante chileno, o Barcelona goleou por 4 a 0, retornando à liderança da competição.

Após a partida, o comandante azul-grená justificou o fato de ter deixado o brasileiro, maior contratação da equipe na temporada, no banco de suplentes. De acordo com o argentino, a escolha foi feita baseada no desempenho dos atletas nos primeiros treinamentos do ano, realizados na Catalunha desde a última segunda-feira.

“Vi Sánchez melhor nos últimos treinamentos e tive que escolher um. Ele me deu a sensação de estar mais preparado que Neymar”, declarou Martino, que só mandou o ex-santista a campo a dez minutos do fim, no lugar de Pedro, quando o placar já apontava 4 a 0.

O brasileiro teve mais tempo de férias que os outros jogadores, já que, suspenso, não participou do último jogo do Barcelonaa em 2013, diante do Getafe, no dia 22 de dezembro. Assim, foi liberado mais cedo para vir ao Brasil e, segundo a imprensa espanhola, retornou com um ritmo inferior aos seus concorrentes à posição.

Apesar disto, de acordo com o Mundo Deportivo, Martino espera contar com o brasileiro em 100% de suas condições físicas nos próximos dois jogos: contra o Getafe, pelas oitavas de final da Copa do Rei, na quarta-feira, e contra o Atlético de Madrid, no próximo sábado, pelo Campeonato Espanhol. A primeira partida é eliminatória, e a segunda valerá a liderança da competição nacional.

Jornal Midiamax