Geral

Líder do Evanescence processa gravadora por retenção de direitos autorais

A vocalista e líder do Evanescence Amy lee está em guerra contra sua gravadora, informou o site TMZ. Segundo ela, a empresa arruinou o grupo e ainda os privou de mais de US$ 1 milhão. Lee diz que a Wind-UP Records arquitetou um plano para sabotar a banda ao trocar os promotores por “um bando […]

Arquivo Publicado em 03/01/2014, às 15h09

None
1346770728.jpg

A vocalista e líder do Evanescence Amy lee está em guerra contra sua gravadora, informou o site TMZ. Segundo ela, a empresa arruinou o grupo e ainda os privou de mais de US$ 1 milhão.


Lee diz que a Wind-UP Records arquitetou um plano para sabotar a banda ao trocar os promotores por “um bando de idiotas que retiveram US$ 1,5 milhão de direitos autorais”.


Essa não é a primeira vez que o grupo se envolve em problemas financeiros. No início de 2013, o ex-guitarrista do Evanescence, Ben Moody, foi processado por seus empresário por supostamente dever US$ 500 mil em comissões.


A empresa Rider Management Inc afirma que foi acordado, em 2006 – 3 anos após Ben sair do Evanescence -, que o guitarrista deveria repassar uma comissão por cada projeto concretizado. Eles alegam que o dinheiro ficou nas mãos do músico.

Jornal Midiamax