Geral

Imprensa espanhola dá como certa a chegada de um novo técnico ao Barcelona

As manchetes dos principais jornais da Espanha apontam uma mudança quase certa no comando do Barcelona. O treinador Tata Martino deverá deixar o cargo mesmo restando mais um ano de contrato. Para o seu lugar, Jurgen Klopp, atualmente no Borussia Dortmund, deve chegar em breve. “O Barça terá um novo treinador na próxima temporada. A […]

Arquivo Publicado em 14/04/2014, às 14h12

None

As manchetes dos principais jornais da Espanha apontam uma mudança quase certa no comando do Barcelona. O treinador Tata Martino deverá deixar o cargo mesmo restando mais um ano de contrato. Para o seu lugar, Jurgen Klopp, atualmente no Borussia Dortmund, deve chegar em breve.


“O Barça terá um novo treinador na próxima temporada. A decisão está tomada faz tempo e a junta diretiva não fará oposição. (…) Tata não se sente cômodo no Barça e quer sair, enquanto a diretoria acha claro que o técnico não cumpre com o perfil ideal para levantar uma equipe que requer novos estímulos para voltar a aspirar títulos”, diz trecho da matéria do portal Sport.


Além disso, o periódico revelou que os jogadores teriam sentido que Tata estava desanimado e que ele “dava a sensação de não ter energia para superar as pressões de treinar o Barcelona”.


O jornal Marca segue o mesmo discurso e acredita que “Tata não seguirá como técnico na próxima temporada, a menos que a situação dê um giro radical, algo que é impensável neste momento.


Para o As, nem mesmo o título da Copa do Rei salvaria o cargo de Tata. O Barcelona fará a final contra o Real Madrid, mas o jornal diz que “a relação entre Martino e Barcelona parece mesmo condenada a acabar neste 1º de julho”.


O periódico, entretanto, ainda não crava Klopp como o seu sucessor. A matéria lembra que o comandante do Borussi tem o desejo de treinar a seleção alemã após a Copa do Mundo, e que isso pode pesar na sua decisão. O atual técnico da Alemanha é Joachim Low, “opção que também seria muito apetecível para a equipe barcelonista”, diz trecho da nota.


Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, entretanto, o zagueiro Puyol desconversou sobre esse clima com o treinador e disse que “ele [Tata] ainda tem mais um ano de contrato”. “Somos uma equipe e a culpa é de todos. É mais fácil atacar o técnico do que os 25 jogadores”, falou.


Existe uma multa em caso do Barcelona demitir Tata Martino, mas é possível que clube e técnico cheguem a um acordo sem custo para nenhum lado.


O time catalão vive momento delicado. Foi eliminado nas quartas de final da Liga dos Campeões para o rival Atlético de Madri, na quarta-feira, e neste sábado perdeu para o Granada e viu o título do Campeonato Espanhol ficar ainda mais longe.

Jornal Midiamax