Governo de MS prorroga por mais um ano contrato de R$ 16 milhões com Itel Informática

O governo de Mato Grosso do Sul prorrogou o contrato com a Itel Informática por mais um ano, segundo termo aditivo publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (18).  O valor a ser aditivado ainda não foi divulgado. Com valor inicial de R$ 13.319.928,00, a Itel já soma R$ 16.648.640,16 em contratos somente com […]
| 18/08/2014
- 17:04
Governo de MS prorroga por mais um ano contrato de R$ 16 milhões com Itel Informática

O governo de Mato Grosso do Sul prorrogou o contrato com a Itel Informática por mais um ano, segundo termo aditivo publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (18).  O valor a ser aditivado ainda não foi divulgado.

Com valor inicial de R$ 13.319.928,00, a Itel já soma R$ 16.648.640,16 em contratos somente com a Sefaz (Secretara de Estado de Fazenda de Mato Grosso do Sul), segundo o contrato 1778.

O serviço oferecido pela empresa, neste caso, é a alocação de horas técnicas para desenvolvimento, manutenção, evolução e suporte técnico de sistemas de informática da secretaria.

Assinam pela prorrogação André Luiz Cance e Rosimeire Aparecida de Lima. Tradicional doadora de campanha política, a empresa Itel Informática Ltda. já repassou R$ 750 mil para comitê e candidato nas eleições deste ano, segundo primeira parcial divulgada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Até o momento, o diretório estadual do PSD recebeu R$ 300 mil da empresa, repassados ao candidato ao Senado Antonio João Hugo Rodrigues. O candidato ao governo de Mato Grosso do Sul Delcídio do Amaral (PT) recebeu R$ 450 mil, doados diretamente a ele pela empresa.

Nas eleições de 2010, A Itel Informático doou R$ 500 mil apenas a André Puccinelli (PMDB). Porém o dono da empresa, João Roberto Baird doou R$ 1,7 milhão a Puccinelli. O empresário doou, naquele ano, o maior volume de dinheiro em Mato Grosso do Sul diretamente a um candidato.

Em 2012, nas eleições para prefeito, a Itel Informática doou R$ R$ 1.057.925 a candidatos e comitês. Desses, foram R$ 430 mil a Jesus Queiroz Baird, candidato a prefeito por Costa Rica e R$ 105.010,00 ao candidato Ildo Furtado de Oliveira, de Figueirão.

O comitê do PMDB de Campo Grande recebeu R$ 500 mil da empresa, que também repassou ao comitê do PMDB de Costa Rica R$ 22.914,74. 

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias